Museu da TV, Rádio & Cinema

Uma princesa real na novela



Agregar alguma celebridade, com algum talento interpretativo sempre foi um bom recurso para chamar atenção para uma novela. Foi o que a Tupi fez ao lançar “Na Idade do Lobo”, exibida de 13 de março a 12 de setembro de 1972, na faixa das sete.

A novela, escrita por Sérgio Jockyman, com direção de Wálter Avancini e depois Carlos Zara, contava a história do bom vivant Fernando (Carlos Alberto) que decide trocar a vida fútil que levava para viver uma nova história de amor com uma jovem do Exército da Salvação, Carina (Bete Mendes). Uma mudança radical para alguém sempre envolvido com dinheiro, festas e lindas mulheres, como Mag (Geórgia Quental), Cláudia (Irene Ravache) e Paula (Pepita Rodrigues).

Para essa produção a Tupi contratou por 4.000 dólares, mais passagens e hotel, a atriz italiana Ira de Fürstemberg para participar de alguns capítulos, que foram gravados num fim de semana na praia do Guarujá e no recém-inaugurado Casa Grande Hotel. A presença dela causou um grande barulho nos jornais e revistas.

A Princesa Virginia “Ira” de Fürstenberg, ou melhor, Virginia Carolina Theresa Pancrazia Galdina zu Fürstenberg, nasceu em Roma no dia 18 de abril de 1940. A socialite tornou-se atriz e designer de joias. Ela é filha do Príncipe Tassilo de Fürstenberg e da herdeira da Fiat Clara Jeanne Agnelli. As fofocas da época contavam que ela teve um “affair” com o Príncipe Rainier, de Mônaco, depois da morte de Grace Kelly. Mas isso nunca foi confirmado.

O que é verdade é sua história brasileira. Ira foi casada de 1961 e 1964 com o rico industrial Francisco Matarazzo Pignatari, o famoso playboy Baby Pignatari. A escalação de Ira na novela da Tupi reforçava os boatos de que “Na Idade do Lobo” era uma biografia disfarçada de Baby Pignatari. Na realidade ele só serviu de inspiração para a construção do personagem Fernando.

Essa produção trazia Carlos Alberto de volta à TV Tupi e colocava Márcia de Windsor em destaque depois da sua popularidade como jurada no “Programa Flávio Cavalcanti”.

Também estiveram no elenco:

Abrahão Farc

Carlos Alberto Riccelli

Cazarré

Cyl Farney

Denis Carvalho

Elizabeth Gasper

Graça Mello

Haroldo Botta

Ivan Mesquita

Jacques Lagoa

Jovelty Archângelo

Lélia Abramo

Leonor Navarro

Lisa Negri

Marcos Plonka

Maria Aparecida Baxter

Maria Isabel De Lizandra

Marisa Sanches

Mauro Mendonça

Míriam Mayo

Nanci Rinaldi

Newton Prado

Sandra Lobo

Silvana Lopes

Stênio Garcia

Tony Ramos

Wilson Fragoso

Yolanda Cardoso

Ira de Furstemberg começou a trabalhar como atriz em 1967 e fez vários filmes, inclusive no Brasil. Um deles com David Cardoso. Sua última passagem pelos sets de filmagem foi em 1982.

Nas imagens: Ira com David Cardoso, com Baby Pignatari, com Carlos Alberto e no filme “O Incomparável Espião” de 1967.

 

 

 

E aqui tem a abertura, com o belo tema musical “Mi Gran Amor” do maestro e compositor espanhol Augusto Algueró, que está no piano nesta gravação.

 

https://www.youtube.com/watch?v=dMoUM6kbhbg

 

 

 

M.A.Z./ 03-06-2021

 

 

Marcos A. Zago

 
Apoio
ABCD Nossa Casa
Apodec
Centro Universitário Belas Artes
Coleção Marcelo Del Cima
Comunique-se
Grupo Observatório
Sindicato dos Radialistas de São Paulo
Toda Tela
Universidade Anhembi Morumbi
 

Siga-nos nas Redes Sociais