PRÓ-TV

Vigilante Rodoviário, a primeira série filmada no Brasil



A idéia foi do cineasta e diretor Ary Fernandes (1931-2010), que sentia falta no cinema ou na televisão, de um herói que fosse 100% brasileiro. Em 1961, ele criou então “O Vigilante Rodoviário”, que se  constituiria no primeiro seriado brasileiro totalmente filmado no país, e em película de cinema.

Produzido por Alfredo Palácios e escrito e dirigido por Ary Fernandes, o seriado foi pela primeira vez ao ar em 3 de janeiro de 1962, na TV Tupi, às 20h, logo após o “Repórter Esso”, que já era um grande sucesso, e com patrocínio da Nestlé. O primeiro episódio foi “O Diamante Grão Mongol”. Em São Paulo o seriado era exibido todas as quartas-feiras e logo ele também foi para a TV Tupi do Rio de Janeiro, onde passava todas as quintas-feiras no mesmo horário.

O herói era o Tenente Carlos, interpretado pelo novato Carlos Miranda, que ao lado do seu cão Lobo e a bordo de uma motocicleta Harley-Davidson, lutava contra o crime. Os 38 episódios foram todos filmados na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e havia também um Simca Chambord 1959, todo pintado de amarelo e preto, como astro do seriado.

Além de Carlos Miranda, o único ator fixo e que participou de todos os episódios do seriado, também fizeram parte do elenco grandes nomes da nossa teledramaturgia como Rosamaria Murtinho (começando também na telinha), e que participou da maior parte dos capítulos, e mais Xandó Batista, Osmano Cardoso, Ary Fontoura, Jane Batista, Henrique César, Luciano Gregory, Sérgio Hingst, Edmundo Lopes, Gervásio Marques e Turíbio Ruiz.

O seriado também foi responsável por lançar dois atores que se transformariam, em seguida, em dois comediantes e cantores de grande sucesso na TV e nos palcos dos teatros: Juca Chaves e Ary Toledo.

Além de fazer história na TV brasileira, o seriado também levou seu ator principal, Carlos Miranda, a se tornar vigilante rodoviário de verdade. Ele prestou concurso na Polícia Rodoviária e entrou para a corporação em 1962, tendo se aposentado em 1990.

O seriado voltou ao ar pela própria TV Tupi em 1967 e chegou a ser reprisado na TV Globo no início da década de 1970. Recentemente, 35 dos 38 episódios originais foram reprisados pelo Canal Brasil nas noites de segunda-feira com reapresentação nas manhãs de domingo. 

  

Rodolfo Bonventti

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais