PRÓ-TV

Morreu o diretor de cinema Alfredo Sternheim



Morreu na última quinta-feira, 06 de dezembro, aos 76 anos de idade, o cineasta, roteirista, crítico de cinema e jornalista Alfredo Sternheim, vitimado por um acidente vascular cerebral (AVC).

Começou a carreira no início dos anos 1960 como assistente de diretores já consagrados como Wálter Hugo Khouri, com que fez “A Ilha” e “Noite Vazia”.

O primeiro longa metragem de Alfredo Sternheim foi “Paixão na Praia”, em 1971, com Adriano Reys, Norma Benguel e Ewerton de Castro. O sucesso do primeiro filme o levou a dirigir três outros sucessos: “Anjo Loiro” com Vera Fischer e Mário Benvenutti; “Pureza Proibida” com Rossana Ghessa e Zózimo BulBul e “Lucíola, o Anjo Pecador” estrelado por Rossana Ghessa e Carlo Mossy.

O cineasta foi um dos principais nomes do chamado Movimento da Boca do Lixo que consistia em produções de baixo orçamento e com forte apelo sexual. Outros filmes do diretor que foram sucesso de bilheteria: “Mulher Desejada” com Kate Hansen; “Herança dos Devassos” com Sandra Bréa; “Corpo Devasso” com David Cardoso e “Violência na Carne” com Helena Ramos.

Alfredo Sternheim foi também crítico de cinema do jornal “O Estado de São Paulo” e sua última produção foi “Fêmeas que topam tudo” em 1988.

 

 

 

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais