PRÓ-TV

O cinema fica sem José Mojica Marins, o Zé do Caixão



O ator, diretor e roteirista José Mojica Marins, mais conhecido pelo personagem Zé do Caixão, morreu no último dia 19 de fevereiro, aos 83 anos de idade, vítima de uma broncopneumonia.

Ele morreu no hospital Sancta Maggiore, em São Paulo, onde estava internado desde o dia 28 de janeiro para tratar de uma broncopneumonia.

Filho dos artistas circenses, José Mojica Marins dirigiu 40 produções e atuou em mais de 50 filmes. Seu interesse pelo cinema de terror escatológico começou nos anos 1950, mas foi em 1964, com o filme “À meia-noite levarei sua alma“, que ganhou o apelido de Zé do Caixão.

Seu personagem mais famoso ainda apareceria em “Esta noite encarnarei no teu cadáver” (1967), “O estranho mundo de Zé do Caixão” (1968) e “Encarnação do demônio” (2008).

Conhecido como o mestre do terror no cinema brasileiro, Mojica trabalhou com outros gêneros, como aventura, faroeste e pornochanchada. Ele também influenciou o movimento do cinema marginal nos anos 1960.

No anos 1990,  Zé do Caixão apresentou o “Cine Trash”, na Rede Bandeirantes e em 2008 comandou um programa de entrevistas no Canal Brasil que teve como título, “O estranho mundo do Zé do Caixão”.

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais