PRÓ-TV

Gésio Amadeu é vítima da Covid-19



Morreu no último dia 05 de agosto, nas cidade de São Paulo, aos 73 anos de idade, o ator Gésio Amadeu, por complicações da Covid-19, depois de quase 60 dias de internação.

Gésio Amadeu teve uma brilhante carreira que começou ainda na TV Tupi, em 1968, na novela “Beto Rockfeller” de Bráulio Pedroso. Em seguida pode ser visto em “A Cabana do Pai Tomás” na TV Globo e depois em “O Cafona” também exibida na mesma emissora.

No Cinema estreou chamando atenção de todos no musical romântico “A Moreninha” de Glauco Mirko Laurelli onde viveu o escravo Rafael. E depois marcou presença em “Longo Caminho da Morte”; “Eles Não Usam Black-Tie” e “As Vidas de Maria”.

Bastante atuante também no Teatro, foi na TV que Gésio Amadeu mais trabalhou, com papéis de destaque nas novelas “Éramos Seis” na versão da TV Tupi; “Gaivotas”; “Os Imigrantes”; “Sinhá Moça” (nas duas versões da TV Globo); “A História de Ana Raio e Zé Trovão”; “Renascer”; “A Viagem” na versão da TV Globo; “Chiquititas”; “Terra Nostra”; “Amor e Ódio”; “Essas Mulheres”; “Paraíso”; “Araguaia” e “Velho Chico”.

Ele também atuou no seriado “Joana” estrelado por Regina Duarte e no “Sítio do Picapau Amarelo” vivendo o Tio Barnabé.

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais