PRÓ-TV


MAURO SALLES


Mauro Salles nasceu no estado de Pernambuco. Muito inteligente e muito estudioso, desde cedo aprendeu linguas. Formou-se em Direito e Jornalismo. Sua primeira profissão, porém, quando ainda garoto, foi guia de turismo em sua cidade natal. Gostava de atender estrangeiros, para exercitar idiomas.

Já homem feito, na cidade de São Paulo,abraçou com todas as forças a profissão de publicitário. Fundou a “Agência Mauro Salles Publicidade”, que mudou várias vezes de nome, ganhando dimensões internacionais, pois teve várias parcerias importantes. A agência de Mauro Salles, como sempre foi conhecida, chegou a ser a 3ª maior do Brasil.

Mauro Salles sempre se interessou também por política, embora nunca tenha se candidatado a nenhum cargo eletivo. No entanto galgou altos postos em vários governos. Chegou a ser Secretário do Conselho de Ministros , no Gabinete Parlamentar de Tancredo Neves, de 1961 a 1962. Foi Ministro Interino da Indústria e do Comércio , em 1963. Em 15 de janeiro de 1985, Mauro foi nomeado como Ministro para Assuntos Especiais, por Tancredo Neves, que iria ser Presidente do Brasil. Não o foi, pois desígnos superiores, fizeram com que ele adoecesse e viesse a falecer, em 21 de abril de 85. José Sarney subiu ao posto. E Mauro Salles também foi substituído. Anos depois, ele trabalhou para erguer o Memorial de Tancredo Neves.

Homem muito irrequieto e criativo, Mauro Salles publicou vários livros,sendo vários de poesias. Escreveu em 92: ” Coisas de Crianças”. Em 93: ” Gestos” e ” Reisen”. Em 99, lançou na Bienal do Livro do Rio de Janeiro: ” Recomeço”. Em 2003,lançou: ” Tilápia Galiléia”. Em 2004, lançou: ” 50 Poemas Escolhidos Pelo Autor”. Pela UBE-União Brasileira de Escritores, Mauro Salles lançou três livros com palestras. Em 2002, lançou: ” A Poesia é Necessária”. Em 2002 ainda, lançou: ” O Centenário de Cecília Meirelles”; Em 2003: “O Livro e Os Idos de Abril”.

Na carreira de jornalista foi repórter, fotógrafo, redator, colunista, chefe de reportagem, secretário e diretor de redação de ” O Globo”, jornal do Rio de Janeiro, de 1955 a 1965. Na fundação da TV Globo,em 1964, Mauro Salles foi colaborador, tendo assumido o cargo de Diretor de Jornalismo da emissora. Foi mais tarde, Diretor Geral da Emissoras Associadas.

Mauro Salles é conferencista regular de muitas entidades, entre as quais a ESPM-Escola Superior de Propaganda e Marketing e FGV-Fundação Getúlio Vargas, falando sobre jornalismo, economia, propaganda. marketing, tanto no Brasil, quanto no exterior. Ele é considerado um dos homens mais inteligentes do Brasil.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais