PRÓ-TV


MARCELO TUPINAMBÁ


Seu verdadeiro nome era Fernando Álvares Lobo. Ele nasceu no interior de São Paulo, na cidade de Tietê, em 29 de maio de 1889. E faleceu na capital paulista em 4 de julho de 1953.Era músico. Compositor, pianista, violinista e maestro. Atuou em rádio e deixou muitas músicas gravadas. Foi o autor da música do “Hino da Televisão Brasileira”.

Embora tenha se dedicado intensamente à música, Fernando Álvares Lobo , em 1911, matriculou-se na Politécnica de São Paulo e se formou engenheiro civil, carreira que exerceu paralelamente á de músico.

Para a música usava o pseudônimo de Marcelo Tupinambá.

Sua vida:

Fernando Álvares Lobo era filho de Eduardo Lobo e de Maria Rodrigues de Azevedo. O pai era regente de uma banda, que se chamava: “ Santíssima Trindade”, na cidade de Tietê. O tio, Elias Lobo, era maestro. E o garoto Fernando vivia ligado a música, que ele amava.Aprendeu a tocar piano de ouvido. Estudou violino com o professor Savino de Benedictis. Quando ele estava com cinco anos, a família se mudou para Itapetininga. Em 1904, ele foi matriculado no Ginásio São José, em Pouso Alegre. E ali ele já começou a dar os primeiros passos para a regência.Um dos seus colegas e amigos era Menotti Del Pichia, que veio a ser famoso poeta brasileiro. Em 1911, Fernando mudou-se para a capital e se matriculou no curso de engenharia, na Politécnica de São Paulo O diretor da faculdade, ao saber de seu interesse por música, o chamou e disse: “Jamais alguém chamará um engenheiro civil, que toque maxixe.Ninguém vai aceitar um músico, como profissional Eu o proíbo de continuar com a música”.. E foi aí que ele resolveu se esconder, sob o pseudônimo de Marcelo Tupinambá.

Ele se formou em 1916 e exerceu a profissão de engenheiro até 1923. Mas a música não conseguiu abandonar.

Sua música:

Quando estava com 15 anos, Fernando já acompanhou ao piano, por todo o interior paulista, o flautista Patápio Silva.

Em 1914, já como Marcelo Tupinambá, musicou a revista musical: “ São Paulo Futuro”, que foi montada no Teatro São José, em São Paulo. Em 1916, sua música: “ São Paulo Futuro” foi gravada pela Companhia Odeon. Em 1917, Marcelo musicou a revista: “ Cenas da Roça”. Em 1918, compôs o tango: “Que Sodade”, que também foi gravado pela Odeon.. Em 1922, foi gravado o cateretê: “O Matuto” e a Banda do Batalhão Naval gravou o tanguinho “Pierrô”. Em 1927, o famoso cantor Francisco Alves gravou a marcha: “ Asas do Jaú”.

E assim, ano a ano, as composições de Marcelo Tupinambá iam ganhando fama e conquistando todo o Brasil.

Outro cantor importante, Gastão Formenti gravou: “ Cabocla Apaixonada”. O cantor Albenzio Perrone gravou o tango: “ Paraguayta”. Em seguida foram gravadas: “ Pobre Pierrô…Pobre Cega”, “ Canção de Guitarra”, “ Canção de Saudade”,Única”, “ Pião”, “ Ruana”, “ Barbuleta, Barbuleta”, “ Trovas”, “Batuque”,” Cantiga”, “ Cafuné”, “ Quadras”, “ Noite de Encanto”, “ Redenção”, “Cirandinha”, Soldadinhos de Chumbo”, “ Olhos Venenosos”, “ Canção Marinha”, “ O Passo do Soldado”, “ Fico de Mal”, “ A Glória de São Paulo”

E assim Marcelo Tupinambá musicou poemas de famosos poetas, como Manuel Bandeira, Mário de Andrade, Olegário Mariano, Coelho Neto, Guilherme de Almeida e vários outros.

Seus interpretes também eram os principais cantores, como Francisco Alves, Vicente Celestino,.Bidu Saião e outros.

Ele compôs mais de 240 músicas.

Em 1944, quando Oduvaldo Vianna comprou a Rádio Panamericana, em São Paulo, o maestro Marcelo Tupinambá foi contratado por ele. E quando a primeira emissora de televisão brasileira foi inaugurada, a TV Tupi de São Paulo, em 18 de setembro de 1950,Marcelo Tupinambá foi chamado para compor a música do Hino da Televisão Brasileira, com letra de Guilherme de Almeida.

Sua morte:

Foi em 4 de julho de 1953. Estava com 64 anos. Todos os estudiosos de música lamentaram muito o acontecimento, pois ele era o maestro que criou o estilo de música regional mais pura e realmente mais brasileira dentre todas. Era considerado o maior maestro e o maior músico do Brasil.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais