PRÓ-TV


KALIL FILHO


Kalil Filho, nome artístico de Munyr Kaliz, era natural de São Joaquim da Barra (SP). Nasceu lá em 02 de dezembro de 1930. Era filho do comerciante libanês José Jorge Kalil e de Itália Mielli Kalil. Tinha seus irmãos (todos homens, com exceção de Maria José). Era o mais velho e isso lhe dava muita responsabilidade, família de árabes que era, imigrantes unidos.

Toda sua vida Kalil Filho dedicou ao jornalismo. Fazia rádio e televisão. Começou em Campinas, sendo um dos fundadores da Rádio Brasil de Adamantina (SP). Veio depois para capital, ainda na década de 40. Em 1952 foi convocado para ser o “Repórter Esso”, de São Paulo, na TV Tupi, então Canal 3. Como representante do Repórter Esso, era “O Primeiro a dar as últimas” e a “Testemunha Ocular da História”.

Esses eram os slogans do programa jornalístico, que foi o mais importante da televisão. No Rio de Janeiro o Repórter Esso era Gontijo Teodoro, e, em São Paulo, Kalil Filho. Na Rádio Tupide São Paulo, o Repórter Esso era apresentado por Dalmácio Jordão, que substituía Kalil Filho, quando eventualmente ele precisava faltar, assim como Kalil Filho o substituía no rádio, em casos de força maior.

E por 17 anos isso aconteceu. Até que o patrocínio da Esso acabou e o programa foi tirado do ar. Kalil foi então para a Rádio Bandeirantes. Foi depois para a televisão. Estava na inauguração da TV Bandeirantes, em 13 de novembro de 1967. Dois anos depois houve um grande incêndio no Edifício Radiantes, no bairro do Morumbi e Kalil Filho estava lá e foi ele que fez a reportagem do incêndio, ao mesmo tempo em que conseguia um novo local, onde retransmitir seu programa. Ele foi também apresentador do show inaugural do Teatro Bandeirantes, na Avenida Brigadeiro Luiz Antonio, em São Paulo. Kalil era casado com dona Wilma VasquesKalil.

A vida de Kalil Filho, porém foi curta. Pouco tempo depois faleceu, em um desastre de automóveis, em 13 de abril de 1970. Deixou três filhos, sendo que Vanessa, a primogênita, tinha apenas 13 anos na ocasião. E não foi apenas ela que chorou a morte de Kalil Filho, mas sim todos os que o ouviam e o amavam, pois além de bela figura e bela voz, era também uma grande criatura humana.

Era casado com Wilma Marquez Kalil, com quem teve três filhos: Vanessa, Jéssica e Jeferson.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais