PRÓ-TV


BETINA VIANNY


Seu nome civil é Elisabeta Veiga Fialho. Ela nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 30 de setembro de 1950. Ela é atriz e diretora do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro- SATED- RJ. Atua em televisão e em cinema.

Sua vida e sua carreira:

Ela é filha do cineasta Alex Vianny, um dos precursores do Cinema Novo e irmã da atriz Bibi Vianny. E é casada com o cenógrafo Edward Monteiro.

Em televisão:

Começou em 1973, na TV Record de São Paulo, fazendo a novela: “ Venha Ver o Sol na Estrada”. Em 1978, fez, então na Rede Globo, a novela: “ Eu Prometo”. Em 1978, participou de: “ Direito de Amar”. Em 1988, fez: “Mandala”.

Em 1989, BetinaVianny transferiu-se para a Rede Manchete e fez a novela de Tizuca Yamazaki: “ Kananga do Japão”, no papel de Olga Benário.

Em 1990, entrou em : “ A História de Ana Ráio e Zé Trovão”, na mesma Manchete.

Voltou áGlobo, e no mesmo ano fez a minissérie:” Meu Marido”. E fez, na Globo, a novela: “ O Dono do Mundo”. Mas fez, ainda em 1990, na Manchete, a novela: “ Amazônia”. Em 1993, na mesma emissora, fez: “ Família Brasil”.

Em 1994, voltou a atuar na Globo e fez a novela: “ Quatro Por Quatro”. Em 1995, na mesma emissora, fez a minissérie: “ Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados”. Fez, no mesmo ano, participação no novela vespertina: “Malhação”. Em 1996, fez o programa: “ Caça Talentos”. E em 1998, entrou na novela:” Torre de Babel”. Em 2002, entrou na minissérie: “ Quinto dos Infernos”. Em 2007, participou de outra minissérie famosa: “ Amazônia, de Galvez a Chico Mendes”. Em 2009, sempre na Globo, fez: “ Tudo Novo de Novo”.

Em agosto de 2007, Betina idealizou e começou a fazer o Projeto Memória- Mestres, visando registrar em DVD, a história de renomados artistas e técnicos brasileiros.

Sempre ligada ao pai Alex Vianny, em 2008, participou do curta-metragem: “Nós Somos Um Poema”- a história de dois gênios da música popular brasileira: Pixinguinha e Vinícius de Moraes. Alex Vianna os convidou e eles compuseram a trilha sonora de seu filme:“ Sol Sobre a Lama”feito na Bahia, em 1963.

Como sindicalista, em maio de 2010, Betina participou da“ Chapa 2 – Resgate’, do Sindicato dos Artistas e Técnicos em espetáculos de Diversão do Estado do Rio de Janeiro.E ganhou.

 

por Vida Alves

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais