Museu da TV, Rádio & Cinema

O rádio perde um ícone: José Paulo de Andrade



O apresentador José Paulo de Andrade, um ícone do jornalismo e do rádio brasileiros, nos deixou na madrugada do dia 17 de julho, aos 78 anos de idade, vitimado pelo Covid-19.

José Paulo de Andrade estava internado no Hospital Albert Einstein desde o dia 7 de julho e tinha sido diagnosticado com o novo coronavírus.  O apresentador e radialista também enfrentava  nos últimos anos um enfisema pulmonar.

O paulistano José Paulo de Andrade começou sua vitoriosa carreira em 1960 como radioescuta do plantão esportivo da Rádio América de São Paulo, ingressando em 1963 na Rádio Bandeirantes, onde ficou até seus últimos dias.

Na Rádio Bandeirantes ele foi locutor esportivo durante 14 anos, além de apresentador e comentarista dos principais radiojornais da emissora. Desde 1973 ele acordava os ouvintes da Rádio com a apresentação do programa “O Pulo do Gato”.

Nos últimos anos ele era o titular do “Jornal Gente” na emissora de rádio paulista, e nos seus 60 anos de carreira, dos quais 57 no Grupo Bandeirantes,também fez aparições constantes na tela da TV Bandeirantes, participando como comentarista político dos principais telejornais da emissora e nos debates eleitorais que a Bandeirantes sempre promoveu.

A paixão pelo rádio transformou José Paulo de Andrade em um dos mais significativos representantes do competente jornalismo radiofônico.

museudatv

museudatv

 
Apoio
ABCD Nossa Casa
ABCcom
ABTU
ACESP
Apodec
Centro Universitário Belas Artes
Coleção Marcelo Del Cima
Comunique-se
Grupo Observatório
RITU
SET
Sindicato dos Radialistas de São Paulo
Toda Tela
TUB
Universidade Anhembi Morumbi
APJ
UBI
 

Siga-nos nas Redes Sociais