Museu da TV, Rádio & Cinema

Ator e diretor Cecil Thiré morre aos 77 anos



O ator e diretor Cecil Thiré morreu no último dia 9 de outubro, aos 77 anos de idade, de causas naturais enquanto dormia em sua casa em Humaitá, no Rio de Janeiro.

Filho da atriz Tônia Carrero e do artista plástico Carlos Arthur Thiré,  ele estava afastado das atividades artísticas há sete anos e enfrentava o mal de Parkinson,mas nos últimos dois anos estava com a saúde muito debilitada.

Cecil era pai de quatro filhos de dois casamentos, dos quais tres seguiram a carreira artística: Miguel Thiré, Carlos Thiré e Luisa Thiré.

O ator estreou em telenovelas em 1967, em “Angústia de Amar”, na TV Tupi e a partir daí não parou mais de aparecer na televisão, atuando na TV Globo, na Rede Manchete e na Record TV.

Seus papéis de maior destaque foram o Mário Liberato de “Roda de Fogo” (1986), na TV Globo; o Adalberto de “A Próxima Vítima” (1995), também na Globo e o Mário Carvalho de “Vidas Opostas” (2006) na TV Record.

Cecil Thiré também se destacou no Cinema, onde participou de mais de 20 filmes, com destaque para “Ainda Agarro Esta Vizinha” de 1974; “Muito Prazer” em 1979; “O Quatrilho” de 1995 e “Cronicamente Inviável” de 2000.

museudatv

museudatv

 
Apoio
ABCD Nossa Casa
ABCcom
ABTU
ACESP
Apodec
Centro Universitário Belas Artes
Coleção Marcelo Del Cima
Comunique-se
Grupo Observatório
RITU
SET
Sindicato dos Radialistas de São Paulo
Toda Tela
TUB
Universidade Anhembi Morumbi
APJ
UBI
 

Siga-nos nas Redes Sociais