PRÓ-TV


MAURO GIANFRANCESCO


Mauro Gianfrancesco é neto de imigrantes italianos. Parte vindos da Calabria, sul da Itália e parte do norte, Veneza. Seus avós foram primeiro para a Argentina e depois para o Brasil. Por uma “coincidência milagrosa”, no mesmo maio, depois nas mesmas cidades e, por fim, no mesmo bairro da capital paulista: a Moóca. E Mauro é portanto, um típico morador da Moóca. Com a diferença de que., desde cedo, apaixonou-se por teatro e começou a freqüentar sozinho o Teatro Arthur Azevedo, de fronte do qual morava.

Anos depois conseguiu um amigo para acompanhá-lo aos espetáculos. Era só um fã, mas dos bons. Os outros brinquedos, ou os esportes lhe eram indiferentes. Quando um aparelho de televisão chegou a sua casa, ah, que felicidade ! ele, que nasceu em 05 de julho de 1945, e estaria, na época, com 12 ou 13 anos, nunca mais se afastou dela. E um dia, “cara de pau”, foi à Televisão Tupi, pedir um emprego, já que queria trabalhar, para suas “miudezas”. Conheceu a jornalista LybaFriedman, que lhe deu uma “mãozinha” e se transformou numa grande amiga. Mas Mauro só sabia datilografar, e foi então para um trabalho burocrático: o Tráfego. E foi ali que Mauro se fez.

Foi a época em que chegou o vídeo-teipe e o Tráfego ficou o centralizador de tudo, como se fosse o grande “produtor”, de todos os programas. E assim Mauro passou, com apenas 18 anos, a ser o Chefe do Tráfego. E mais tarde produtor de vários programas. Isso na TV Tupi. Mais tarde na TV Bandeirantes e Cultura, tendo produzido grandes programas culturais. A essa altura Mauro Gianfrancesco havia se formado em Letras e Padagogia. E, por ter essa bagagem, foi para a produção de programas como o “Telecurso Primeiro Grau” , “Telecurso Segundo Grau”, “Zero à Seis”. Seu conhecimento de português, sua organização, foram sempre respeitados. Mas Mauro também quis ser ator, e o conseguiu. Entre outras coisas fez: “O diário de Anne Frank”, em que era o pai da garota. Fez curso de teatro, aprimorando-se. Trabalhou com Antunes Filho, e vários outros.

Além disso, dedicou-se ao ensino, transformando-se num grande professor. Quando, porém, estava com menos de 50 anos, foi acometido de séria doença, que o fez diminuir suas atividades. Com sua coragem e esforço, venceu a doença.Foi diretor do programa “Amigos, um encontro com os artistas”, que era produzido pela Associação dos Pioneiros da Televisão Brasileira e transmitido pelo Canal Comunitário de São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Rio de Janeiro. E é ainda o mesmo Mauro Gianfrancesco, organizado, culto, caprichoso , pois é sua característica maior.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais