PRÓ-TV


BRUNA LOMBARDI


Menina de beleza extraordinária, Bruna Lombardi nasceu na capital paulista, em 1º de agosto de 1952. Moça de educação aprimorada, começou a aparecer em televisão em 1977. Fez na Rede Globo de Televisão, a novela: “Sem Lenço e Sem Documento”. No ano seguinte, ao lado de seu marido Carlos Alberto Riccelli, na TV Tupi, “Aritana”. Ele era o índio do título e ela a advogada, por quem ele se apaixona. No mesmo ano Bruna fez o filme: “A noite dos Duros”.

Depois apareceu na TV Bandeirantes em: “Um Homem Muito Especial”. E novamente na Globo numa série de grandes novelas. Foram elas: “Avenida Paulista”; “Louco Amor” “Grande Sertão: Veredas”, maravilhosa minissérie dirigida por Walter Avancini, onde Bruna fazia o papel de um “homem”, Diadorim. Depois ainda fez na Globo: “Memórias de um Gigolô”; “Roda de Fogo”; “De Corpo e Alma”; “O Fim do Mundo”; “Andando nas Nuvens”, e depois em 2002, a minissérie satírica; “O Quinto dos Infernos”. Por fim, esteve em “Mandrake”, serie da HBO.

No cinema fez: “O Cangaceiro Trapalhão” (1983). Depois de muitos anos afastada das telonas, voltou em “O Príncipe” (2002). Esteve também em “Stress, Orgasms and Salvation” (2005), “Brasília 18%” (2006) e “O Signo da Cidade” (2007). Estes últimos, além de atriz, também foi roteirista.

Foi também apresentadora de um programa na TV Manchete, chamado de “Gente de Expressão”, que entrevistava personalidades.

Bruna Lombardi é também escritora, tendo lançado um livro de poesias e pensamentos, com sucesso. Ao lado do marido e do filho do casal, Bruna morou nos Estados Unidos, mas voltou e apareceu em televisão, com toda sua eterna beleza. Então pode-se dizer que ela é atriz, produtora, escritora, enfim uma mulher de muita personalidade e talento.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais