Museu da TV, Rádio & Cinema

Se era dia 7, a audiência era toda do “Show do Dia 7”



Em 1965, a Equipe A da TV Record, composta por Raul Duarte, Newton Travesso, Antonio Augusto Amaral de Carvalho e Manoel Carlos, responsável pela eclética e vitoriosa programação da emissora nos anos 1960, criou mais um grande campeão de audiência para a emissora paulista: o “Show do Dia 7″.

Todo dia 7 de cada mês, independente do dia da semana que caísse, a emissora abria as portas do seu teatro para um grande show musical e humorístico no qual todo o extenso e talentoso cast da emissora se reunia em um espetáculo, que tinha sempre por volta de duas horas de duração.

A audiência era garantida e o público se divertia vendo reunidos no mesmo programa artistas como Roberto Carlos e Ronald Golias; Wilson Simonal e Elis Regina; Jô Soares e Wanderléa; Elizeth Cardoso e Pagano Sobrinho; Carlos Alberto de Nóbrega e Agnaldo Rayol; Jair Rodrigues e Hebe Camargo ou Renato Corte Real e Otelo Zeloni, só para citar alguns.

Os esquetes humorísticos eram inéditos e muitas vezes adaptavam as histórias e fábulas infantis ou então grandes dramas clássicos como “Romeu e Julieta”, por exemplo. Os números musicais intercalavam esses esquetes e provocavam muitas vezes o confronto entre os humoristas e os cantores, o que resultava em gargalhadas na plateia e no público telespectador.

O “Show do Dia 7″ se transformou assim em um amuleto de sorte para a emissora e no seu principal produto para sacudir a audiência das concorrentes. Nas noites do dia 7, por alguns anos, não havia concorrência na TV brasileira que pudesse desafiar aquela seleção de artistas consagrados que desfilavam pelo palco do Teatro Paramount, que ficava na Avenida Brigadeiro Luiz Antonio.

O especial era apresentado com muita sobriedade e talento por um quarteto de apresentadores impecável. Ao lado do saudoso casal Blota Junior e Sonia Ribeiro, profissionais indispensáveis na condução do show, se revezavam os também saudosos Randal Juliano e Hélio Ansaldo, e figuras femininas como Idalina de Oliveira e Clarice Amaral.

Rodolfo Bonventti

Rodolfo Bonventti

 
Apoio
ABCD Nossa Casa
ABCcom
ABERT
ABTU
ACESP
Apodec
Centro Universitário Belas Artes
BRAVI
Coleção Marcelo Del Cima
Comunique-se
Fórum SBTVD
Grupo Observatório
Gugu Vive
IBEPEC
Kantar Ibope Media
O Fuxico
Radioficina
RITU
SET
Sindicato dos Radialistas de São Paulo
Toda Tela
TUB
TudoRádio
Universidade Anhembi Morumbi
APJ
UBI
Vela – Escola de Comunicação
 

Siga-nos nas Redes Sociais