PRÓ-TV

TV Cultura lança 5 livros sobre os seus 50 anos



A TV Cultura acaba de lançar, em um bonito evento no MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo, como parte da celebração de seus 50 anos, cinco livros dedicados à trajetória do canal 2 e à sua relevância nos gêneros infantil e musical.

A primeira obra é “TV Cultura 50 anos“, um livro que retrata a história da principal emissora pública do Brasil. Dividida por décadas, a obra começa com o surgimento da televisão, nos anos 50, as primeiras emissoras no país e a criação da TV Cultura como televisão pública educativa, em 1969. A viagem segue revivendo os principais fatos, personalidades e programas que marcaram a trajetória do canal.

O segundo lançamento é “Almanaque TV Cultura 50 anos – Muitas Histórias, Informações e Curiosidades”, do autor, professor e pesquisador Elmo Francfort com mais de 300 páginas ilustradas e um breve relato dos principiais programas da TV Cultura nas últimas cinco décadas. A obra destaca, ainda, curiosidades de diversas produções da emissora.

O terceiro livro é “Almanaque Infantojuvenil TV Cultura 50 anos – Senta que lá vem História“, assinado por Sandro Casarini e Luiz Lentini. Totalmente ilustrado, o livro reúne os programas do gênero que marcaram diversas gerações na emissora.

O quarto é “Brasil Toca Choro”, que conta como o gênero choro nasceu e se reverenciou como um dos principais gêneros musicais brasileiros. A obra traça a história do choro com diversos perfis, fotografias, passagens inesquecíveis e fatos curiosos sobre compositores e intérpretes essenciais, escritos por especialistas, jornalistas, críticos e consagrados músicos da atual geração.

E o último dos cinco livros é “Retratos da Música Brasileira – 14 anos no palco do Programa Sr. Brasil”, uma homenagem do fotógrafo Pierre Yves Refalo para centenas de compositores, cantores, instrumentistas e contadores de causos que se apresentaram no programa “Sr. Brasil”, comandado por Rolando Boldrin nos últimos 14 anos.

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais