PRÓ-TV

A TV brasileira está em festa!

Exposição “Vida Alves” conta uma história de amor, dedicação e realização

Gloria Menezes, Aida Mar e Vida Alves em ''A Jaula''. no TV de Vanguarda, em 1960

 

A associação PRÓ-TV festeja os 67 anos da televisão brasileira, comemorados neste dia 18 de setembro, colocando a disposição do público a exposição “Vida Alves: Raízes da Televisão”. Ela relembra a trajetória da atriz que dedicou sua vida à preservação da memória da TV, que abdicou da carreira artística para preservar essa história. Vida, que faleceu em 03 de janeiro desse ano, aos 88 anos, foi um grande nome do rádio e da televisão brasileira, fundou em 1995 a PRÓ-TV. Tudo para que não se perdesse no tempo o legado pioneiro dos colegas. Vida passou a realizar atividades para conservação do patrimônio oral e material que ainda existia. Hoje a PRÓ-TV é uma referência no assunto.

“Vida Alves: Raízes da Televisão” conta a história da TV, que se cruza com a própria história da atriz, que foi também diretora, produtora, autora e apresentadora. Vai além da lembrança de ser a atriz que deu o primeiro beijo na televisão brasileira, no galã Walter Forster, na primeira novela do país: “Sua Vida Me Pertence” (TV Tupi, 1951). Vida também deu o primeiro beijo homossexual na telinha, fez o 1º programa em cores, criou a 1ª escola de formação de radialistas, além de ser uma das primeiras mulheres a escrever para televisão. Vida passou pela Tupi, Excelsior, Gazeta e Record. Entre 2011 e 2013 viajou pelo país e pela Europa, com a Rede Globo, em exposição sobre a memória da telenovela. Escreveu livros, apoiou produções, e mudou o pensamento da área no que diz respeito à preservação.

Por meio de fotos, pessoais e profissionais, figurinos, reportagens, objetos pessoais, prêmios, roteiros originais e peças, muitas nunca colocadas em exposição, o visitante poderá conhecer em mais de 200 itens muito sobre Vida Alves, do rádio, cinema, ao início da TV, até sua luta pela memória da comunicação. Um trabalho que a tornou respeitada por todos que atuam nessa área.

Estarão expostos itens como sua máquina de escrever, o vestido utilizado no primeiro programa colorido da televisão (“Vida em Movimento”, na TV Gazeta, em 1972) e muitas outras peças, como a primeira câmera de TV do país, rádios e roteiros originais. Vídeos históricos e entrevistas com Vida Alves também estão na mostra.

Para exposição, grandes profissionais realizaram depoimentos: “A memória da televisão não foi perdida graças ao trabalho incansável de Vida”, diz o apresentador Ronnie Von. “Hoje podemos dizer que a televisão tem história”, comenta o crítico Flávio Ricco, referindo-se à luta da pioneira. “Vida: uma história gigantesca e um amor imenso”, comenta João Batista de Andrade, ex-secretário executivo do Ministério da Cultura.

Entre os depoimentos está também o da cantora Tiê, que num tom pessoal,  fala do orgulho de ser neta de Vida Alves. A curadoria da exposição foi coletiva. “Voltamos no tempo, criando a mostra com itens pessoais, simples, e muita criatividade. Assim era com Vida”, diz o Gestor de Conteúdo da PRÓ-TV, Elmo Francfort, há 16 anos na entidade.

A mostra segue o estilo de ocupação artística e será aberta na antiga residência da atriz. O imóvel da Rua Vargem do Cedro, 140, abriga a PRÓ-TV desde 2003, para que a memória da televisão não se perca. Vida limitou-se a morar em parte de um andar, cedendo as demais para associação se instalar. “Não vou deixar morrer essa luta”, dizia ela.

Até falecer em janeiro, Vida recebia visitantes e a imprensa, todos os dias, para conscientizar sobre a importância de preservar a memória. Mais de dois milhões de pessoas passaram pelos eventos realizados pela PRÓ-TV, uma associação formada por profissionais da TV, de todas as épocas, incentivadores, telespectadores e pesquisadores.

A PRÓ-TV é reconhecida pela preservação da memória da televisão nacional e desde sua fundação sempre comemorou a data de 18 de setembro, quando em 1950 foi inaugurada a primeira emissora da América do Sul, a TV Tupi de São Paulo. A data foi oficializada no calendário brasileiro como “Dia Nacional da TV”.

Neste dia 22 de setembro a programação se iniciará às 19 horas, com a exibição do programa “Persona in Foco” (TV Cultura), a última entrevista de Vida Alves à televisão, em 2016, onde ela conta sua história. Depois os convidados colaborarão com a mostra. Todos os presentes irão dar sua contribuição ao conteúdo da exposição.

Às 20 horas, haverá o debate “Papo de TV”, sobre Vida Alves. Fará parte, a comunicadora Thais Alves, sua filha e atual presidente da entidade, a pioneira Sonia Maria Dorce, primeiro rosto a aparecer na TV, o pesquisador de comunicação Elmo Francfort, e a cantora Tiê, que falará das vivências como neta de Vida ao lado do irmão Gianni Dias. Ao final, ela apresentará músicas de seu novo álbum, inspirado na avó.

Outras atividades serão divulgadas pelo nosso portal e nas redes sociais da PRÓ-TV.

A exposição será aberta ao público a partir de 25/09 e ficará exposta até dia 20 de outubro. Sempre às segundas, quartas e sextas, a partir das 15 horas, haverá visita guiada com exibição de depoimentos de grandes profissionais da TV, como Lima Duarte, Fernanda Montenegro, Eva Wilma, Boni, Tony Ramos, Laura Cardoso, realizados pela atriz desde 1998.

As visitas poderão ser agendadas pelo telefone (11) 3872-7743. Ou pelo e-mail protv.museudatv@gmail.com. A entrada custa R$ 5,00. A PRÓ-TV fica na rua Vargem do Cedro, 140 – Sumaré – São Paulo / SP.

 

A cronologia da tv brasileira está aqui: http://protv.museudatv.com.br/cronologias/a-tv-no-brasil/

 

 

Em 18-09-2017 / M.A.Z.

Marcos A. Zago

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais