PRÓ-TV

Sete de Abril, história viva



Há um local histórico de nossa comunicação: o Edifício Guilherme Guinle, localizado no número 230 da Rua Sete de Abril, no Centro de São Paulo.

Hoje, na parte de calçadão da rua, é possível observar a imponência daquele lugar que foi sede dos Diários Associados.

Ali, no hall, foi instalado um dos primeiros televisores para assistir as primeiras transmissões da TV Tupi em 1950. Algumas dessas transmissões aconteceram diretamente do 5° andar do prédio, onde Frei Mojica cantou “Jurame”. Lá foi também o berço do Museu de Arte Moderna (MAM), do Museu de Arte de São Paulo (MASP), da Cinemateca Brasileira, da Escola Superior de Propaganda (futura ESPM) e primeira sede da TV Cultura quando ainda pertencia aos Associados.

A sucursal de O Cruzeiro, como a sede de publicações como Diário de São Paulo e Diário da Noite também foram lá.

Hoje várias empresas dividem o espaço desse prédio de 7 andares. É possível ver o tamanho do que foi o grande império de Chatô.

Texto e fotos: Elmo Francfort, 2018

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais