Museu da TV, Rádio & Cinema
Rubens de Falco e Suzana Vieira

Polêmicas e Intrigas



Ao lançar a novela da seis “A Sucessora”, em 9 de outubro de 1978, a Globo também colocou no ar uma polêmica. A novela tem muitas semelhanças, propositais, como o filme de Alfred Hitchcock “Rebecca, a Mulher Inesquecível”, de 1940, baseado no livro da inglesa Daphne du Maurier (1907-1989), publicado em 1938. Esse livro, por sua vez, entrou para a história da literatura como um plagio da obra de Carolina Nabuco (1890-1981), a autora do romance “A Sucessora”, lançado em 1934, principal fonte de inspiração da novela. As coincidências entre os dois livros foram objeto de críticas no respeitado “The New York Book Review” e no “Correio da Manhã”, pelo famoso crítico literário Álvaro Lins. E mais: tanto a história de Carolina Nabuco como a de Daphne du Maurier tem algumas passagens que levam a “Jane Eyre”, a famosa obra de Charlotte Brontë, publicada em 1847.

Polêmicas à parte, a novela foi uma grande produção de época, para aqueles anos 1970, reproduzindo com riqueza o Rio da década de 1920. Nessa moldura se passava a história dos recém-casados Roberto Steen (Rubens de Falco) e Marina (Susana Vieira), abalados pela memória da ex-mulher de Roberto, Alice Steen, sempre lembrada, principalmente pela fiel governanta Juliana (Nathalia Timberg), apaixonada pelo patrão. Mistérios, intrigas, suspeitas e barreiras culturais temperam o romance.

No elenco estiveram:

Alcebíades Bandeira – Júlio

Alessandra Vieira – Alice

Ankito – Edmundo Macedo

Apolo Corrêa – Carlos

Arlete Salles – Germana

Ary Coslov – Munhoz

Beatriz Veiga – Dona Emília

Cahuê Filho – Padre Manfredo

Carmem Monegal – Vanice

Celi Peterson – Aparecida

Célia Biar – Prima Filomena

D’artagnan Mello – José

Francisco Dantas – Dr. Moretti

Gracindo Júnior – Epaminondas

Heloísa Helena – Madame Sanches

Irene Pereira – empregada

Joana Rocha – Ana

Jorge Cherques – Lopes

Jota Barroso – Benedito

Kadu Moliterno – Vasco

Liza Vieira – Adélia

Loly Nunes – Olívia

Lourdes Coimbra – empregada

Luís Vasconcelos – Pedro

Marcus Toledo – Arthur Neves

Mário Cardoso – Pedro Monte

Mirian Pires – Dona Guilhermina

Munira Haddad – Ondina

Nathalia Timberg – Juliana

Patrícia Bueno – Laurita Menezes

Patrícia Parker – Branca

Paulo Figueiredo – Miguel

Paulo Pinheiro – Antônio

Pietro Mário – Padre Eládio

Reginaldo Daniel – Edu

Rosana Penna – Lúcia de Góes

Rubens de Falco – Roberto Steen

Sidney Marques – Tião

Sônia de Paula – Isabel

Susana Vieira – Marina

Telma Lima – Leonor

Tetê Pritzl – Luísa

Foi uma novela escrita por Manoel Carlos, com direção de Herval Rossano, Gracindo Júnior e Sérgio Mattar. Teve 126 capítulos, terminando em 2 de março de 1979.

A abertura mostrava cartões-postais românticos da década de 1920 ao som de um clássico da música brasileira, o chorinho “Odeon”, na voz de Nara Leão. Veja aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=yYw5q3YuLIM

Aqui tem um pouco da novela para matar a saudade:

https://www.youtube.com/watch?v=oanXmx0mf9s

#asucessora #suzanavieira #rubensdefalco #nathaliatimberg #globo #noveladaseis #museudatv #museudatvradioecinema

Nathalia Timberg
Kadu Moliterno e Arlete Salles
Liza Vieira e Mario Cardoso
Suzana Vieira e Rubens de Falco

 

 

M.A.Z./ 09-10-2021

 

Marcos Zago

Marcos Zago

 
Apoio
ABCD Nossa Casa
ABCcom
ABERT
ABTU
ACESP
Apodec
Centro Universitário Belas Artes
Coleção Marcelo Del Cima
Comunique-se
Grupo Observatório
Gugu Vive
Kantar Ibope Media
O Fuxico
Radioficina
RITU
SET
Sindicato dos Radialistas de São Paulo
Toda Tela
TUB
Universidade Anhembi Morumbi
APJ
UBI
Vela – Escola de Comunicação
 

Siga-nos nas Redes Sociais