PRÓ-TV

Orlando Drummond e o centenário do maior dublador vivo brasileiro



O dia 18 de outubro de 2019 foi de especial festa para a Televisão Brasileira. O seu ator mais longevo atualmente, o querido comediante carioca Orlando Drummond celebrou seus cem anos de profícua existência. Nascido em 1919, no Bairro de Todos os Santos, Zona Norte do Rio de Janeiro, que pertence a Engenho Novo, Orlando Drummond Cardoso estreou no mundo da radiodifusão em 1942, na Radio Tupi do Rio de Janeiro (PRG-3), pelas mãos do mestre cultural e autor teatral paranaense Olavo de Barros que o contratou ainda bastante jovem para ser contra-regra na primeira emissora de rádio de Assis Chateaubriand na Cidade Maravilhosa.

E nos anos 1940, Orlando Drummond trabalhou na Tupi carioca ao lado de legendas como Paulo Porto, Milton Carneiro e Ribeiro Fortes. Também trabalha na Radio Tamoio (PRB-7), na função técnica e também rádio-dramatúrgica e em 20 de janeiro de 1951, assiste e participa da fundação da TV Tupi canal 6 do Rio de Janeiro, tornando-se assim pioneiro da televisão brasileira. Passa a trabalhar nos programas humorísticos inaugurais da TV Carioca, pois já nesse tempo era um destacado comediante de rádio. Um dos programas mais marcantes deste principio é o “Feira de Amostras”, com apresentação de Afonso Soares,  produção de Aldo Viana e direção de Mario Provenzano.

No mesmo ano em que inaugura a TV na antiga Capital Federal brasileira, Orlando se casa, na data de 27 de outubro de 1951, com Gloria Drummond. È um casamento bastante duradouro, pois já completou  sessenta e oito anos, ou seja  Bodas de Diamante. Deste matrimônio nasceram dois filhos: Orlando Junior e Lenita, formando uma família que já tem vários netos e bisnetos.

Os anos 1950 foram de intenso trabalho para Orlando Drummond. O sucesso nos programas de humor na rádio e na TV era tanto que ele gravou em 1959 um disco de comédia pela gravadora Copacabana Discos, com musicas escritas pelos seus colegas de trabalho  Altamiro Carrilho, Nancy Wanderley,  Max Nunes, Mario Brasini e J Maia. E na TV Tupi do Rio de Janeiro faz memoráveis trabalhos de humor ao lado de Hamilton Ferreira e Nadia Maria. O programa “Ali Babá e os 40 Garções” ganha o premio de Melhor Programa Humorístico da Televisão Carioca e Orlando está em seu elenco sob a direção de Max Nunes.

Nos anos 1960, Orlando continua na pioneira Tupi, onde assiste a estréia de grandes humoristas no canal 6 como Renato Aragão, Dedé Santana, José Santa Cruz e Lucio Mauro. Na década seguinte testemunha o sucesso de Costinha, um amigo para toda vida.

Nessa mesma época, Orlando Drummond inicia um pioneiro trabalho de dublagem no Brasil, na pioneira empresa do colega de Tupi, o produtor e empresário Victor Berbara, a VTI, com sede no Rio de Janeiro. Dublando inicialmente personagens de Walt Disney, Orlando se torna em pouco tempo um dos maiores dubladores brasileiros, pois por décadas fez a voz brasileira de ícones dos desenhos-animados como Popeye, Scooby Doo e do premiado filme-seriado da TV Globo, “Alf, o Eteimoso”

Chega a década de 1990  e em 04 de agosto, às 22h30, estréia pela Rede Globo de Televisão o histórico programa “Escolinha do Professor Raimundo”, onde Chico Anysio finalmente conseguia o seu icônico personagem Professor Raimundo um programa próprio em nossa TV. E nascia ali o marcante personagem de Orlando Drummond, o Seu Peru, de inesquecíveis bordões como “Te dou o maior apoio”; “Use-me e abuse-me” e “Peru é cultura, cheio de ternura!” Essa criação do saudoso redator Eduardo Sidney com a direção de Cininha de Paula, conseguiu reunir grandes humoristas de todas as épocas, comandados pelo “Mestre do Humor” Chico Anysio”, tornando a Escolinha sucesso máximo de audiência e premiado pela Crítica com o Troféu Imprensa de Melhor Programa de Humor de 1990.

Na década passada, ao lado do amigo já saudoso Paulo Silvino, trabalha no programa “Zorra Total”, com direção geral do amigo de décadas, Mauricio Shermann, seu colega dos tempos da TV Tupi do bairro carioca da Urca.

Atualmente morando no Bairro de Noel Rosa, a Vila Isabel, esse carioca, típico torcedor do Fluminense, continua dando exemplos de talento, de coerência e de longevidade, tendo sido comoventemente homenageado pelo “herdeiro” de seu personagem, o premiado ator e amigo Marcos Caruso, na exibição da “Nova Escolinha do Professor Raimundo” em 19 de outubro de 2019, onde ambos contracenaram lado a lado para emoção do elenco e dos telespectadores.

Viva Orlando Drummond e sua incrível história de pioneirismo, dedicação e alegria!

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais