PRÓ-TV

A morte de Mauro Gianfrancesco, escritor e pioneiro da TV



Morreu no último dia 12 de junho o escritor, pesquisador, dramaturgo e pioneiro da televisão brasileira Mauro Gianfrancesco, aos 74 anos de idade, vitimado por problemas coronários.

Mauro era neto de imigrantes italianos que foram morar no bairro da Moóca. Lá ele se apaixonou pelo teatro, frequentando muito o Teatro Arthur Azevedo. Aos dezoito anos  foi à Televisão Tupi e pediu um emprego na emissora. O primeiro trabalho em TV foi no setor de tráfego e depois passou para a área de arquivo da emissora.

Gianfrancesco foi sempre um incansável defensor da memória da TV Tupi e dos primeiros anos da televisão brasileira. Dono de um rico material sobre esses primeiros trinta anos da nossa televisão, Mauro Gianfrancesco se tornou um grande batalhador pela preservação da memória do canal paulista.

Ele também foi produtor de TV e atuou nas TVs Bandeirantes, Cultura e no SBT. Produziu programas educativos como o Telecurso Primeiro Grau, Telecurso Segundo Grau e o Zero à Seis.

Foi diretor do programa “Amigos, um encontro com os artistas”, que era produzido pela Associação dos Pioneiros da Televisão Brasileira e transmitido pelo Canal Comunitário de São Paulo e Rio de Janeiro, e dirigiu a maior parte dos depoimentos de profissionais de televisão que fazem parte do acervo da Pró-TV/ Museu da TV.

No SBT foi autor da novela “Anjo Maldito”, em 1983, adaptada de um original mexicano. Em parceria com Eurico Neiva ele escreveu dois livros muito importantes para a história da TV: “De Noite Tem…Um Show de Teledramaturgia na TV Pioneira” e “Astros e Estrelas da TV Tupi, Arte e  História na Teledramaturgia Brasileira”.

Mauro Gianfrancesco se dividia entre a cidade de Santos e a capital paulista e estava sempre pronto para dar entrevistas e ajudar pesquisadores sobre a televisão brasileira. Nos últimos tempos participou como entrevistador de dois programas “Persona in Foco” na TV Cultura.

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais