PRÓ-TV

A morte de Aldir Blanc, um dos maiores letristas brasileiros



O compositor Aldir Blanc morreu na madrugada do último dia 04 de maio, no Hospital Universitário Pedro Ernesto, na Vila Isabel, zona norte do Rio de Janeiro,  vítima do Covid-19.

Um dos mais elogiados compositores brasileiros, Aldir Blanc tinha 73 anos e estava internado com a covid-19, além de sintomas de infecção urinária e pneumonia.

A parceria Aldir Blanc nas letras e João Bosco na música é uma das mais bem sucedidas da música popular brasileira com canções como O Bêbado e a Equilibrista, O Mestre-sala dos mares e Dois pra lá, dois pra cá, e muitos outros sucessos gravados por Elis Regina, o próprio João Bosco e grandes outros nomes da nossa MPB.

O primeiro sucesso musical assinado por Aldir Blanc foi Amigo é pra essas coisas, de 1970. Com Ivan Lins e Gonzaguinha ele fundou o Movimento Artístico Universitário em 1971. Na sua página em uma rede social, João Bosco deixou a seguinte mensagem simples de luto: “A poesia acorda triste com a partida de uma caneta que nos inspirou a sonhar”.

Aldir Blanc raramente fumava ou bebia e nunca viajou para fora do Brasil. Ele deixou duas filhas do primeiro casamento, Mariana e Isabel, e mais duas de criação do segundo matrimônio, Tatiana e Patrícia. Também deixa cinco netos e um legado impressionante na história da música brasileira.

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais