PRÓ-TV

A morte da atriz e diretora Dilma Lóes



A atriz e diretora Dilma Lóes morreu no último dia 31 de julho, na Flórida, Estados Unidos, aos 70 anos de idade, vitimada por um câncer.

Filha do ator e radialista Urbano Lóes e da atriz Lídia Mattos,  Dilma estreou no cinema em 1969 no filme “Meu Nome é Lampião”.

Em 1970 ela se destacou ao lado de Mazzaropi no filme “Betão Ronca Ferro”, fazendo par romântico com Roberto Pirillo. A partir daí atuou em várias outras produções cinematográficas, entre elas, “Quando as Mulheres Paqueram”; “Essa Gostosa Brincadeira a Dois” e “A Volta do Filho Pródigo”, com o qual ganhou o Kikito do Festival de Cinema de Gramado como melhor atriz coadjuvante.

Na TV ela fez apenas duas novelas: “Tempo de Viver” na TV Rio e “O Bem Amado” na TV Globo como Anita Medrado.

Foi casada com o diretor de cinema e ator Victor di Mello, com quem teve a filha Vanessa Lóes, que também é atriz e casada com o ator Thiago Lacerda. Ela morava atualmente nos Estados Unidos onde se tratava de um câncer.

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais