PRÓ-TV

Gabriela atravessou o Atlântico



Em “O Outro Lado do Paraíso”, novela da Globo, vimos na última semana o retorno do ator Marcelo Novaes.

Há exatos cinco anos o ator participou da abertura de nossa exposição “A História da Telenovela Brasileira: Viagem ao Mundo da Ficção”, em Lisboa, em junho de 2013, na sede da TV Globo Portugal.

Novaes, Vida Alves, Eva Wilma e Aguinaldo Silva estiveram na abertura da exposição, que depois continuou a itinerar pela Europa. Lá estiveram também a equipe da TV Globo Portugal, dirigida pelo executivo Ricardo Pereira), o consultor Mauro Alencar e Barbara Lafetá (ambos da TV Globo brasileira), o curador Elmo Francfort e a coordenadora administrativa Lú Bandeira (os dois da equipe PRÓ-TV).

Vida Alves, Marcelo Novaes e Eva Wilma na exposição

A mostra contou várias curiosidades que ligam a história da telenovela brasileira com Portugal: uma mania internacional.

Entre muitas curiosidades, a primeira delas: quando a novela “Gabriela” (Brasil, 1975) foi exibida em Portugal, o país parou para assistir a história da protagonista vivida por Sonia Braga.

A trama, baseada em livro homônimo de Jorge Amado, repetiu o sucesso que fez na TV brasileira. Nos últimos capítulos até o Parlamento Português parou para assistir os momentos finais da novela global, ainda no canal RTP (hoje as novelas da Globo passam em sua maioria na SIC e no canal pago da própria Globo).

A partir de “Gabriela” o português se viciou em nossas novelas!

Na ocasião da exposição passava “Avenida Brasil” (2012) em Portugal. Estando em seus capítulos finais, todos perguntavam a Novaes: “quem matou Max?” Eles tiveram que esperar algumas semanas, porque o ator guardou segredo de seu personagem!

O sucesso da novela em Portugal, em suas últimas semanas, repetiu o que aconteceu no Brasil (etambém nos tempos de “Gabriela” por lá): a novela brasileira mais uma vez parou um país.

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais