PRÓ-TV

Ela nasceu para fazer graça



A TV Excelsior do Rio de Janeiro foi a primeira emissora filial da TV Excelsior de São Paulo, já dentro de um projeto pioneiro de se criar uma rede de televisão. Para dar esse primeiro passo Mário Wallace Simonsen, proprietário de inúmeras empresas, entre elas a Panair do Brasil, a segunda maior companhia aérea do mundo, comprou a concessão do canal 2 do Rio, que estava outorgado para a Rádio Mayrink Veiga, que não tinha tirado do papel o seu canal de TV.

A emissora entrou no ar num domingo, no dia 1 de setembro de 1963, com o programa “O Rio é o Show” com apresentação da atriz Maria Fernanda e a presença de vários artistas, como Jorge Ben, hoje Benjor, Booker Pittman e sua filha Eliana, Sílvio César, Miltinho, Os Cariocas, entre outros.

Enquanto a matriz paulista se destacaria pelas suas novelas, a emissora carioca ficou famosa pela sua linha de shows. Marcam a história programas como “Times Square”, “A Cidade Se Diverte”, “Gira o Mundo Gira”, “My Fair Show” e “Vovô Deville”, entre outros.

Dercy Gonçalves, Chico Anysio, Walter e Ema D’Ávila, Dorinha Duval, Myriam Pérsia, Castrinho, Roberto Guilherme, Renato Aragão e Paulo Celestino eram destaques no elenco de comediantes.

Nos shows de auditório reinavam Flávio Cavalcanti (“Um Instante, Maestro”) e Haroldo de Andrade (“H.A. Show”).

A Excelsior do Rio foi também lançou programas de esportes como o “Telecatch Vulcan”, onde Ted Boy Marino, Verdugo e Mongol eram os ídolos e o “Dois no Ring”.

No futebol a emissora fez uma jogada ousada. Nos anos 60, as emissoras de televisão não tinham autorização para transmitir jogos locais ao vivo. Para driblar essa situação ela passou a exibir, direto do seu caminhão de externas, o tape do primeiro tempo antes do segundo acabar. Ou seja antes das concorrentes.

Na TV Excelsior do Rio grandes nomes como Elis Regina e Gilberto Gil deram seus primeiros passos em programas como “Dois na Bossa” e “O Brasil Canta no Rio”.

No jornalismo lançou o “Jornal de Vanguarda”, criado pelo jornalista Fernando Barbosa Lima, que trazia vários locutores e comentaristas. Um estilo assimilado por todas as emissoras.

Também lançou programas célebres que foram até para outras emissoras, como o humorístico “Os Adoráveis Trapalhões”, com Renato Aragão, Ted Boy Marino, Ivon Curi e Wanderley Cardoso.

Com a força da dramaturgia produzida em São Paulo e a divertida linha de shows da emissora carioca a Excelsior se credenciava para ser uma grande rede, pioneira nessa operação.

A realidade foi outra, mas os bons momentos da emissora entraram para a história da nossa televisão.

M.A.Z. / 23-03-2017

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais