PRÓ-TV

Débora Duarte e uma carreira de mais de 60 anos



Débora Susan Duke é filha da atriz Marisa Sanches e do músico norte-americano Douglas Duke, mas sua mãe se casou com o ator Lima Duarte quando ela tinha apenas dois anos de idade e foi ele que ela conheceu como pai. Quando começou a trabalhar na TV, com apenas cinco anos de idade, ela já era Débora Duarte em homenagem a Lima Duarte.

Foi no teleteatro “Ciranda, Cirandinha”, da TV Tupi, levada pelas mãos de Vida Alves que Débora estreou na televisão. Mas foi a partir de 1964, com apenas 14 anos de idade que ela entrou paras as novelas e não saiu mais. As primeiras novelas foram: “Quem Casa Com Maria?” e “Gutierritos,o Drama dos Humildes”, ambas em 1964 também na Tupi.

Começava aí uma carreira brilhante de uma atriz que passou por todas as emissoras e é uma das mais premiadas da televisão. O primeiro papel marcante veio em 1968, quando aos 18 anos de idade fez a Lu da desafiadora novela “Beto Rockfeller” ao lado de Luis Gustavo e dirigida pelo pai, Lima Duarte.

O sucesso de Débora se confirmaria em outras novelas da TV Tupi como “O Décimo Mandamento”; “João Juca Junior”; “As Bruxas” e “Toninho on the rocks”. Passou rapidamente pela TV Record onde fez “Editora Mayo, Bom Dia”  para estrear na TV Globo em 1972 na novela “Bicho do Mato”. 

Foi na TV Globo que brilhou em novelas como “Carinhoso”, vivendo a vilã Marisa; “O Espigão” onde viveu Dora, uma moça muito humilde as voltas com um bebê; foi a rebelde Vilminha de “Pecado Capital” ou  a Catucha de “Coração Alado“.

Voltou a TV Tupi em 1977 para viver a problemática Carola de “O Profeta”, papel que lhe rendeu o prêmio de melhor atriz do ano. Teve papel importante nas primeiras minisséries da TV Globo, marcando presença em “Anarquistas, Graças a Deus” e “Padre Cícero”. Voltou a ser premiada em 1985 pela Eloá da novela global “Corpo a Corpo”.

Passou pelo SBT onde fez a novela “Cortina de Vidro” e o seriado “O Grande Pai”, e voltou para a TV Globo para se destacar em “Sonho Meu”; “Pàtria Minha”; “Explode Coração”; “Hilda Furacão”; “Terra Nostra” e “Porto dos Milagres”.

Em 2003 retornou ao SBT para fazer a novela “Canavial de Paixões” e no ano seguinte retorna a TV Globo para atuar em “Como Uma Onda”; “Paraíso Tropical”; “Três Irmãs”; “Tempos Modernos”; “Cordel Encantado” e “Lado a Lado”.

Casou-se duas vezes, a primeira com o ator Wladimir Nikolaief e a segunda com o cantor Antonio Marcos e tem duas filhas: Daniela, fruto de um romance com o ator Gracindo Junior e a atriz Paloma Duarte, filha com o cantor e compositor Antonio Marcos.

Uma grande atriz que merece a nossa homenagem a mais de 60 anos de carreira.

Rodolfo Bonventti

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais