PRÓ-TV

– 21 de agosto – Surgiu a APITE – Associação dos Pioneiros da TV, futura Pró-TV. Entidade que passou a reunir antigos elementos da televisão, sendo presidente Vida Alves. Na sua primeira formação, Vida Alves, Lia de Aguiar, Blota Jr., Ana Maria Neumann, Luiz Gallon e Walter Ribeiro dos Santos foram figuras importantes para a criação da associação. Aos poucos foram agregando mais colegas. Neste ano deu-se a primeira eleição da diretoria e foi realizada uma grande festividade no Clube Piratininga, reunindo pioneiros de todas as áreas.

– Outubro – Pay-per-view: TVA de Curitiba (PR) lançou programação opcional paga para assinantes.

– Internet – Globo, SBT e Manchete passaram a ter sites na Internet. Na entrada do site da Globo era exibido um áudio de Celso Freitas dizendo: “Bem vindos à página da Rede Globo na Internet. Aqui você encontra informação e entretenimento. Rede Globo, agora também na Internet”. Seu site interno mais atualizado, dito como “moderno” era o do Fantástico. Já o site do SBT, era simples, dando maior ênfase aos programas mais antigos (Hebe, Silvio Santos, A Praça É Nossa) e destaque especial para sua nova estrutura: o CDT (Complexo Anhanguera), montado naquele ano. O site da Manchete era sofisticado como o da Globo – isso porque abrigava não só a página da emissora, mas as publicações da Bloch (como a Revista Manchete). Sua criação foi a última decisão tomada por Adolpho Bloch (presidente da Bloch), que morreu pouco tempo depois. Em 1997 tornou-se um dos mais modernos sites de TV, tornando-se Bloch Planet. Foi o primeiro a utilizar linguagem Java. O SBT também se aventurou criando um provedor próprio: SOL (SBT On Line), que acabou não dando lucro e foi vendido para UOL um ano depois. Posteriormente foram criados os sites da TV Cultura, Grupo Bandeirantes, CNT Gazeta e Record.

– SBT – Foi inaugurado o CDT (Centro de Televisão) da Anhanguera, que centralizou a produção da emissora. Foram fechados os estúdios do Sumaré, Vila Guilherme, Camarés e Carandiru (Teatro Silvio Santos). No Sumaré, as antigas instalações da Tupi posteriormente foram vendidas para o Grupo Abril, que ali criou a ESPN Brasil e o portal Ajato – os estúdios maiores passaram a ser utilizados pela MTV na década de 2000. Do SBT manteve-se apenas a torre e os transmissores do canal 4 no local.

– A “Próxima Vítima” foi a novela de maior sucesso, pela Rede Globo. Escrita por Silvio de Abreu, como colaboradores Alcides Nogueira e Maria Adelaide Amaral. Entre os telespectadores, rodas de apostas foram feitas por todo país para quem descobrisse o assassino. Foram gravados três finais. Os telespectadores e até mesmo o elenco só soube o final na hora que foi ao ar, após a escolha de uma das fitas por Silvio de Abreu, no momento da exibição. A novela abordou também o homossexualismo masculino.

– Rede Manchete – O canal se recupera da crise. Fernando Barbosa Lima assumiu a direção-geral da emissora, dando maior ênfase aos programas jornalísticos, como “24 Horas” e na “Rota do Crime”. Marcos Hummel foi contratado pela emissora. Foi lançada a Cidade Cenográfica de Maricá e foi reativado o núcleo de teledramaturgia da Manchete, com a novela “Tocaia Grande”. Inicialmente o núcleo era dirigido por Régis Cardoso, mas pela baixa audiência, a direção da Manchete o substituiu por Walter Avancini, que muda a novela totalmente, demitindo metade do elenco.

Pesquisa: Elmo Francfort

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais