PRÓ-TV

– Fevereiro – Rede Tupi – Uma crise geral tirou do ar as novelas “Como Salvar Meu Casamento” (que se encontrava nas últimas semanas) e “O Drácula – Uma História de Amor”. Atores foram em comitiva à Brasília protestar.

– Maio – Rede Globo – A emissora lançou “Séries Brasileiras”: “Malu Mulher”, “Carga Pesada”, “Plantão de Polícia” e “Aplauso”.

– Rede Tupi – “Abertura”: Programa jornalístico, que foi o último grande sucesso da Rede Tupi (direção de Fernando Barbosa Lima). Nomes da política e da cultura eram entrevistados, o que tornou “Abertura” um marco importante na “abertura” política, dentro do período da Ditadura Militar. Transmitido para todo Brasil, tinha um quadro produzido pelo cineasta Glauber Rocha (seu último trabalho que realizou para TV).

– Rede Tupi – Emissora construiu em Itu, interior de São Paulo, a segunda cidade cenográfica da televisão brasileira para “Maria Nazaré”, com Eva Wilma e Carlos Augusto Strazzer. A novela de Teixeira Filho, com direção de Carlos Zara, deveria ficar no lugar de “Como Salvar Meu Casamento”. Com a crise na emissora, porém, a produção parou a novela, já tendo apenas 62 cenas gravadas, que não foram ao ar.

– Rede Bandeirantes – Guga de Oliveira assumiu a direção de produção e programação na emissora, dando início a nova fase, marcada pela novela “Cara a Cara”, de Vicente Sesso, com direção de Jardel Mello.

Pesquisa: Elmo Francfort

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais