PRÓ-TV

Crise financeira pode acabar com a Cinemateca de São Paulo



É muito triste, infelizmente, o quadro que espera a atriz Regina Duarte na Cinemateca Brasileira, localizada na cidade de São Paulo, para a qual ela foi indicada pela presidência da República após deixar a Secretaria da Cultura.

Em crise financeira desde o ano passado, a instituição está em situação muito crítica. Desde março  deste ano a instituição está com os salários dos funcionários atrasados e luta para pagar a conta de luz, que pode ser cortada a qualquer momento.

Um apagão elétrico é muito desastroso para a Cinemateca, que precisa manter a climatização das salas onde estão arquivados todo o seu acervo histórico. Sem refrigeração, os filmes em acetato ficariam expostos e poderiam se deteriorar, já que este material estraga com variações de temperatura.

A lista de obras ameaçadas inclui filmes da Atlântida, da Vera Cruz, tudo o que restou do cinema mudo brasileiro, arquivos históricos de Glauber Rocha e materiais restaurados pela Cinemateca – enfim, a história do audiovisual nacional pode acabar tragicamente.

Os problemas financeiros da instituição se acentuaram quando a Associação de Comunicação Educativa Roquete Pinto (Acerp), que administra desde 2016 a Cinemateca, teve seu contrato cortado com o Ministério da Educação e deixou de receber as verbas destinadas para a Cinemateca.

O contrato foi cortado pelo ministro da Educação do atual governo, Abraham Weintraub, alegando que a TV e todos os órgãos culturais administrados pela Acerp tinham uma forte tendencia e administração de esquerda e seguiam muito fielmente os pensamentos do educador Paulo Freire.

Várias outras associações e artistas estão se unindo para lutar pela preservação da Cinemateca, certos de que apenas um grande movimento nacional vai garantir a permanência da instituição e não a sua falência.

 

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais