PRÓ-TV

Competição entre cidades era campeã de audiência



No início da década de 1970, entre os dez programas de maior audiência da televisão na cidade de São Paulo, apenas dois eram da TV Tupi: a novela “Nino, o Italianinho” e o Programa “Cidade Contra Cidade”, comandado por Silvio Santos. Os outros mais vistos ficavam entre a Record e a Globo.

O “Cidade Contra Cidade” foi um marco em termos de audiência e de repercussão em todo o estado de São Paulo, já que a idéia criada foi a de colocar uma cidade contra outra em um programa de auditório e de competição com muito ritmo e atrações locais, o que garantia recordes de audiência do programa nas cidades que vinham competir no programa.

Criado em 1969, inicialmente ele era apresentado às sextas-feiras no horário das 21h45, pela TV Tupi, com a apresentação de Silvio Santos, e os índices de audiência beiravam os 45%, o que hoje é praticamente impossível de acontecer, se levarmos em consideração que o programa de maior audiência nesse momento, a novela das 21h da TV Globo, “pena” para chegar nos 32% em São Paulo.

A Tupi batia tranquilamente as concorrentes em São Paulo com o programa nas noites de sexta-feira, pois enquanto a TV Record exibia “Big Valley”, a TV Globo atacava de “Dercy de Verdade”, que tinha altos índices no Rio mas não repetia a mesma performance em São Paulo, bem como a novela “Verão Vermelho”, também sucesso em terras cariocas mas com bem menos números no Ibope em Sampa.

O “Cidade Contra Cidade” tinha na apresentação de Silvio Santos um dos seus grandes trunfos, mas também trazia para a televisão a sempre vitoriosa receita da competição que resulta na premiação social de quem vencesse aquela verdadeira olimpíada de atrações. Neste caso, a cidade que vencia a competição ganhava uma ambulância zero quilometro para a sua cidade, o que na época representava muito para as administrações desses municípios do interior paulista.

A partir de 1979, o “Cidade Contra Cidade” passou a ser uma atração do “Programa Silvio Santos” aos domingos à tarde, e em 1980 foi para a telinha da TVS junto com toda a programação comandada por Silvio Santos. Já no SBT, chegou a ser comandado por Gugu Liberato, e ajudou a transformar o “novato” apresentador em uma celebridade, em pouco tempo, na televisão brasileira.

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais