PRÓ-TV

Carlos Frias, pioneiro da televisão no Brasil



Carlos Frias nasceu em Petrópolis, Rio de Janeiro, em 11 de janeiro de 1917, filho de Mario Frias e de Zaidie Frias. Na fértil década de 1930, ainda adolescente, Frias já trabalha na fase experimental de implantação da Radio Cruzeiro do Sul (PRD2) de sua cidade natal, inaugurada efetivamente dois anos depois. Pouco tempo depois, mais uma pioneira contribuição, desta vez nos primórdios da Radio Ipanema (PRH 8) do Rio de Janeiro.

Todo esse trabalho em emissoras radiofônicas menores projetou sobremaneira a carreira artística de Carlos Frias que com pouco mais de vinte anos já se destacava na Radio Tupi Carioca (PRG3), a emissora mais importante de Assis Chateaubriand naquela época. Em 1939, já como um dos maiores locutores de rádio do Brasil, propõe a criação do Dia do Speaker no intuito de homenagear essa importante função radiofônica.

Chega a década de 1940, e Carlos Frias já é considerado um das mais representativas e respeitadas vozes do rádio brasileiro. Ainda na Radio Tupi, narra o Boletim de Notícias da 2ª Guerra Mundial e é o apresentador do Programa “Boa Noite para Vocês”, que esteve no dial carioca por décadas. Casa-se com a estrela teatral Aimée, tendo duas Filhas Rosaime Frias e Eleine Frias.

Em 20 de janeiro de 1951 nasce a TV Tupi, canal 6 do Rio de Janeiro, a segunda emissora de televisão do Brasil e Carlos Frias, ao lado da esposa Aimee, estão entre os seus fundadores e é exatamente este casal que registra o primeiro beijo na telinha carioca.

Apresentador de telejornais e também entrevistador, Frias marca a primeira década da TV Brasileira, a frente de grandes sucessos tanto no Departamento de Jornalismo como no Departamento Artístico da Emissora de Assis Chateaubriand. Um grande exemplo disso é seu trabalho como animador de programa de auditório, quando apresentava ao lado da atriz Lourdes Mayer, o Programa “Melhores da Semana”, que conferia troféus a merecidas atrações televisivas.

Em 1956, já é considerado o principal locutor noticioso da Radio Tupi do Rio de Janeiro, recebendo os dois prêmios das revistas televisivas mais importantes:  a Revista do Radio e a Radiolândia. No ano de 1957, seu Jubileu de Prata Artístico foi comemorado no Ginásio do Maracananzinho, numa inédita reunião de cinco das maiores cantoras brasileiras: Dalva de Oliveira, Emilinha Borba, Dircinha Batista, Marlene e Ângela Maria, todas já coroadas com o titulo de “Rainhas do Radio Brasileiro”, reverenciando esse colega que ajudou a todas em seus programas. E no mesmo ano, Carlos Frias ela eleito pela Revista Radiolândia da Editora Rio Gráfica o Melhor Entrevistador de TV daquele ano, em razão de suas históricas entrevistas com o escritor Hermes Lima e com o Marechal Gaspar Dutra.

Por muitos anos Carlos Frias conciliou o seu trabalho no rádio e na televisão. Em 1960, recebe mais uma vez o Troféu de Melhor Narrador de Radio, em virtude de seu trabalho jornalístico na cobertura das Eleições Presidenciais e também para governador da Guanabara, ocorridas naquele ano. Em 1961, como o locutor do programa campeão de audiência na Tupi, o “Reportagens de David Nasser” e também como o narrador titular de vários jornais de TV do canal 6 carioca,  recebe o Prêmio da “Revista do Radio” como o Melhor Narrador Televisivo daquele ano.

Personalidade talentosa, gentil e carismática, Carlos Frias também marcou a política carioca, se elegendo vereador na Câmara Municipal do Rio de Janeiro com 6.338 votos, em 1950, tendo sido o sexto parlamentar mais votado naquela eleição parlamentar. Atua como vereador até 1955, quando não consegue ser reeleito na eleição seguinte, já militando no Partido Republicano (PR), apoiando a vitoriosa campanha presidencial de Juscelino Kubitschek . Nesta mesma década ainda é um dos diretores do Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro.

Verdadeira legenda do Rádio e da TV, Carlos Frias se aposenta em 1974, registrando 42 anos de vida profissional nos microfones brasileiros. Residindo em sua Petrópolis, falece em 21 de dezembro de 1977, com apenas 60 anos, deixando indelével legado televisivo que pode ser auferido com a lembrança de icônicos programas por ele apresentados como “Calidoscópio” e “Esta é a sua Vida”.

Homenageado pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcos Tamoyo, com o nome de uma  rua em Jacarepaguá e também pelo prefeito de São Paulo, Olavo Setúbal, com o nome  de uma rua em Pirituba, Carlos Frias está eternamente guardado nas memórias dos ouvintes e dos telespectadores, que até hoje se recordam de sua voz personalíssima e de seu talento para dirigir, entrevistar e noticiar !

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais