< BIOGRAFIAS | VOLTAR
ROMEU FERES

BIOGRAFIA DE ROMEU FERES PARA O MUSEU DA TELEVISÃO BRASILEIRA

Romeu Féres  nasceu em São Paulo, capital, na segunda década do século vinte. Filho de árabes, mais propriamente de libaneses, teve educação esmerada e dedicou-se desde cedo à música, sua grande paixão. Logo percebeu que tinha boa voz para o canto e aprimorou-se nessa área. Barítono, ele desde logo ingressou no meio artístico.

Em 1949. Romeu Féres viveu a fase áurea do Cassino da Urca, no Rio de Janeiro. Sua voz era muito apreciada. E ele tinha presença entre os principais artistas brasileiros da época, assim como artistas internacionais, como José Mojica, Pedro Vargas, Elvira Rios. Quando a televisão chegou ao Brasil, e foi inaugurada a TV Tupi de São Paulo, em 1950, Romeu Féres foi contratado pelas Emissoras Associadas. E apresentava-se nos principais programas, tais como: " Antártica no Mundo dos Sons", e outros. Participou em programas importantes, ao lado de ícones mundiais, como: Jean Sablon e Maurice Chevalier. Ele também cantou na Casa Rosada, na Argentina, para Evita Peron. Além de sua voz de barítono muito elogiada, ele cantava em sete idiomas. italiano, português, francês. alemão, russo e arabe.

Foi em árabe que ele mais se salientou, pois além de cantor, tocava alaúde, um dos primeiros instrumentos de cordas que o mundo conheceu, e que ele aprendeu com o professor Nahat,que foi quem trouxe o instrumento musical para o Brasil e aqui o comercializou. Romeu lançou vários discos, destinados à colônia árabe. Entre eles, o que fez muito sucesso, foi , pela Companhia Odeon: " Joiás Árabes".

Enquanto artista contratado pela TV Tupi de São Paulo, Romeu Féres recebeu muitos prêmios, como cantor.Entre eles: 5 Troféus Tupiniquim e 3 Troféus Roquete Pinto, que eram os mais importantes da época.

Além de grande cantor, ele era também regente, músico e industrial. Romeu Féres foi um dos principais fabricantes de aparelhos auditivos de São Paulo, já na década de 50 e 60.

Em 1967, o cantor, porém se radicou na cidade praiana de Santos, litoral paulista. Ele gostava muito da vida saudável, ao ar livre, mas ainda assim, ligou-se à várias atividades culturais.Foi diretor do Clube Atlético Santista, do Clube Sírio Libanês, e do Clube Sociedade Italiano. Nessas três entidades , Romeu Féres organizou e foi regente de coral.

O segundo LP  de música árabe gravado por Romeu Féres foi " Tardes Orientais".

 Grande artista e grande figura humana, Romeu Féres faleceu em Santos, tendo vivido mais de  90 anos. Todos lastimaram muito a sua morte.