< BIOGRAFIAS | VOLTAR
JOTA SILVESTRE

BIOGRAFIA DE JOTA SILVESTRE PARA O MUSEU DA TELEVISÃO BRASILEIRA

Jota Silvestre, de todos os Mestres de Cerimônia da televisão, foi o que ganhou maior notoriedade nacional. Não tinha formação universitária, mas era de uma inteligência vivaz, rápida, própria para dominar situações de auditório. Isso não quer dizer, porém, que tenha tido ascensão rápida. Veio do interior de São Paulo, nascido na cidade de Salto,interior de São Paulo, em  14 de dezembro de1922. Antes de entrar em rádio, foi um simples escriturário.

Em 1941 começou com Walter Forster na Rádio Bandeirantes de São Paulo, como radioator, mas era também sonoplasta, contra-regra, e depois ensaiador e redator.

Foi contratado para a Rádio Tupi em 1949. Na TV Tupi começou a escrever novelas e ao mesmo tempo aparecer como ator. E era também Mestre de Cerimônias., nome que se dava à época, para os locutores que faziam a apresentação dos grandes programas.Foi ele quem apresentou, entre outros: “Voz de Ouro ABC”.Escreveu várias e importantes novelas para a Televisão Tupi de São Paulo.

Bonito, moreno, sua grande chance aconteceu quando foi para o Rio de Janeiro e passou a apresentar muitos programas de auditório.  Apresentou  vários deles, sendo o principal: “O céu é o limite”, que era transmitido já pela Rede Nacional de Emissoras Associadas. Continuou como Mestre de Cerimônias, sempre. Radicou-se depois nos Estados Unidos, por vários anos, com sua família. Lá montou com seu filho uma produtora de programas de televisão.

Jota Silvestre faleceu nos Estados Unidos, onde tinha fixado residência, em 2000.