PRÓ-TV


ZELITO VIANA


O nome completo do cineasta Zelito Viana é José Viana de Oliveira Paula. Ele nasceu na cidade de Fortaleza, em 5 de maio de 1938. Filho de Francisco Anysio de Oliveira Paula e de Haydee Viana, Zelito é irmão do comediante Chico Anysio e da atriz e comediante Lupe Gigliotti. É tio da atriz e diretora Cininha de Paula, do roteirista e ator Bruno Mazzeo e do comediante Nizo Neto. Casado com a produtora Vera de Paula, é pai da diretora Betse de Paula e do famoso ator Marcos Palmeira. Família inteira de artistas famosos e respeitaveis.

Zelito Viana é diretor e produtor de cinema, tendo dirigido inúmeros filmes. É também diretor de muitos programas de televisão.

Filmes que dirigiu e produziu: ” Minha Namorada”(1970); ” O Doce Esporte do Sexo”(1971);” Os Condenados”( 1974); ” Morte e Vida Severina”(1976), ” Terra dos Índios”(1978); ” Avaeté-Semente da Vingança”(1984);” Villa Lobos-Uma Vida de Paixão”( 2000); ” JK- Bela Noite Para Voar”( 2005).

Além desses filmes que produziu e dirigiu, Zelito Viana ainda produziu mais de vinte filmes importantes, como: ” Menino de Engenho”, ” Terra em Transe”,” O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro”, “Quando o Carnaval Chegar”, ” Os Cornos de Cronos”, ” Veja Esta Canção”, ” Na Boca da Noite” e outros.

Zelito Viana produziu e dirigiu quase 20 curtas-metragem. São dele: ” A Máquina Invisível”, ” Cresça e Apareça”, ” Rodovia Belém-Brasília”, ” Zabumba Orquestra Popular do Nordeste”, ” Nova Pecuária do Nordeste”, ” Ishikawajuna”, ” Choque Cultural”, ” Terra Molhada”.

Apesar desse intenso e constante trabalho em cinema, a atuação de Zelito Viana em televisão é grandioso. Dirigiu: 8 programas especiais mensais para a Rede Globo: ” Chico Total”. Dirigiu: ” Chico Anysio Show”, que foram 43 programas semanais. Fez ” Batalha de Guararapes”, para a TVE. ” Xou da Xuxa nº 1- para a Globo Vídeo. Dirigiu filmes institucionais para o projeto “Carajás”, – TV Carajás. ” Desfiles de Escolas de Samba”, para a Globo Vídeo. Campanha de Marcelo Cerqueira. Campanha de Sinval Pereira. Programa do PCB, para rede nacional de TV. Campanha de Roberto Freire. Campanha de José Richa. Vídeos Institucionais para a Vale do Rio Doce, Banco do Brasil, BB-Tur Turismo S.A., Metrô- R.J. Bradesco Seguros. Secretaria de Educação do Estado do Rio, Rede de Tecnologia. Instituto Nacional de Tecnologia ” Voz e Violão”- Adriana Calcanhoto . “Auto dos 99%”. ” Mídia, Mentira e Democracia”- Prefeitura do Rio. Engenheiros do Hawai- BMG-Ariola. “Sonhos de Uma Noite de Verão”- Lucélia Santos.” Mentiras”- Adriana Calcanhoto. “Especial”- Vanessa Barum. “Para o Cosmo Infinito”- para o Canal Plus, da França. “O Canto e a Fúria”- Ferreira Gullar. “O Guarani”- Canal Plus- França. Canal Saúde- para a Fiocruz. Rio Tecnologia- TV Educativa. “Imagens da História”- TVE. “Canção Brasileira”- Sueli Costa.” O país é este”- para o IBGE.” Arte para Todos”- documentários. “Viva + 10″- para a Ong Brasil.” A Necessidade da Arte”- Ferreira Gullar. “Uma vida em 24 quadros”- Aparecida Azevedo.

Zelito ainda produziu: ” Confissões de Adolescente”, que foram13 episódios, com direção de Daniel Filho.

E ele também recebeu inúmeros prêmios, em sua carreira profissional, quer como diretor, quer como produtor. Os prêmios foram não apenas nacionais, como internacionais.Pelo filme: ” Terra em Transe ” ele ganhou o Prêmio Air France de Melhor Produtor, em 1967 e foi homenageado em Nova York, em 1992, no Festival de Nova York. Pelo filme: ” Morte e Vida Severina” ganhou Margarida de Prata, como Melhor filme. Por ” Cabra Marcado Para Morrer”, ganhou Tucano de Ouro, como Melhor Filme, no Fest Rio de 1985. Por ” Os Condenados”, ganhou como Melhor Diretor em Nova Dheli, Índia, Salva de Prata, em Portugal, ganhou Selecionado Mostra New Directors, no Festival de NY. Por “Avaeté, a Semente da Vingança”, ganhou Medalha de Prata, de Moscou. Ganhou ainda o Melhor Filme no Festival de Troia, em Portugal. Ganhou ainda como diretor por ” Villa-Lobos, Uma Vida de Paixão”.

Zelito Viana foi membro de inúmeros júris, em festivais de cinema.

Também ocupou vários cargos importantes, em sindicatos, instituições governamentais, conselhos de cultura. e também é professor convidado de várias universidades.

Zelito tem vários livros publicados. Tem a ” Coleção Frenesi”, de 1976; ” Terra dos Índios”, de 1979; “Encontro com Darcy Ribeiro”,de 1992; ” Villa-Lobos, Uma Vida de Paixão”, de 2000. E ” Os Cineastas- Conversas com Roberto D’Ávila”, de 2002.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais