PRÓ-TV


VIVI DE MARCO


Filha de advogados, Viviane Sepe de Marco, ou somente Vivi de Marco, nasceu em São Paulo, em 12 de dezembro de 1954. Cursou comunicação nas Faculdades Integradas Alcântara Machado (FIAM). No último ano da graduação, em 1979, Vivi começou a trabalhar como redatora do boletim de divulgação da TV Bandeirantes e, em pouco tempo, conquistou espaço na redação.

No “Jornal Bandeirantes” trabalhou com produção até ser chamada para organizar o setor de jornalismo de uma nova afiliada da emissora no Maranhão. Aceitou o desafio, que impulsionou sua carreira.

Voltou a São Paulo, na TV Bandeirantes como editora-chefe do “Jornal da Noite”. Ali, editou a cobertura das Diretas Já (1983-1984), Queda do Muro de Berlim (1989) e, por fim, a Guerra do Golfo (1991). Naquele ano teve uma estafa decorrente do trabalho intensivo na cobertura do conflito no Oriente Médio. Tirou licença médica e enquanto estava afastada, foi convidada para trabalhar na Globo.

Recebeu o convite do amigo José Emílio Ambrósio, que estava tocando o projeto de implantação do “São Paulo Já”. Vivi de Marco aceitou o convite e engrenou na emissora. Em um ano se tornou editora-executiva do “Bom Dia São Paulo”, onde ficaria até 1993. O formato permitia que a equipe pudesse criar matérias descontraídas e experimentais. E isso era o que Vivi mais gostava.

Ela foi crescendo dentro da emissora e em 1995, Vivi de Marco recebeu um convite para trabalhar como editora, em São Paulo, do “Jornal Nacional”, o auge da carreira de jornalista naquele momento. Nessa função esteve envolvida em reportagens históricas.

Mas um dia ela deixou tudo de lado para acompanhar o marido em um projeto nos Estados Unidos. Lá permaneceu um ano como editora do canal de notícias CBS, cujo sinal era retransmitido no Brasil pelo SBT, na tv a cabo. Mas o projeto não avançou.

Nos Estados Unidos recebeu uma ligação de Amauri Soares com a informação de que Ana Maria Braga tinha assinado com a Globo, e a emissora precisava dela para a criação do novo programa.

Na nova empreitada Vivi de Marco uniu o útil ao agradável: variedades e jornalismo. E com ela o ‘Mais Você” encontrou o ponto de equilíbrio que a Globo procurava.

Vivi teve curtas passagens pelo “Vídeo Show” e “Domingão do Faustão”, mas acabou fixando suas raízes ao lado de Ana Maria Braga, tornando-se diretora-geral de seu programa.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais