PRÓ-TV


MIGUEL GUSTAVO


O nome do radialista Miguel Gustavo era Miguel Gustavo Werneck de Sousa Martins. Ele nasceu em 24 de março de 1922, no Rio de Janeiro. E faleceu na mesma cidade, em 22 de janeiro de 1972.

Ele era compositor, jornalista, radialista e poeta.

Começou como discotecário na Rádio Vera Cruz, em 1941, logo após largar os estudos. Tinha 19 anos. Logo depois começou a escrever para rádio.

Destacou-se como compositor de jingles, entre os quais o das “ Casas Bahia”, que ganhou fama, mas foi criticado, pois usava um trecho da melodia: “ Jesus Alegria dois Homens”, de J.S. Bach. Em 1963, fez um jingle para o” Leite Glória”, que até hoje é lembrado, pela forma moderna e criativa, cuja letra falava das características do produto. É autor também da música: “ A Dança das Bonecas”, que fez para o carnaval de 67, e foi depois transformado em prefixo do “ Programa do Chacrinha”, com pequenas modificações na letra e ficou popular no Brasil inteiro.. Miguel Gustavo foi também muito prestigiado pela autoria de sambas e marchinhas. Depois veio o tempo dos sambas de breque (com o cantor Moreira da Silva). São dele: “ O Conto do Pintor”; “ O Rei do Gatilho”;” O Último dos Moicanos”; “ O Seqüestro do Ringo” “ O Rei do Cangaço”;“Morengueira Contra 007”.

Para a Copa do Mundo de 1970, no México, ele compôs o hino: “ Pra Frente Brasil”, ao participar de um concurso organizado pelos patrocinadores das transmissões dos jogos. Os versos: “ Noventa Milhões em Ação, Pra Frente Brasil, do Meu Coração”, e a música, tornaram-se símbolo da “ Seleção Canarinho”. E apagou o slogan criado na época, pela ditadura militar.( A letra original dizia setenta milhões, mas foi modificada, pelo crescimento do país).

Miguel Gustavo foi casado com a jornalista e radialista Sagramour de Scuvero, que morou um bom tempo em São Paulo e criou um grupo teatral infanto-juvenil, da qual faziam parte artistas mirins, que mais tarde se tornaram importantes figuras do rádio e de televisão brasileira. Entre eles: Cassiano Gabus Mendes, Lia de Aguiar, Vida Alves, Poema Alves e outros. Eles apresentavam semanalmente uma peça infantil, inteiramente de cor, no “ Centro do Professorado Paulista”, na rua da Liberdade e que acolhia , em seu grande auditório, mais de mil frequentadores. Sagramour era quem escolhia o repertório, ensaiava e dirigia o espetáculo.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais