PRÓ-TV


MARVIO LUCIO


Márvio Lúcio dos Santos Lourenço nasceu em São Gonçalo, no dia 24 de janeiro de 1976 e é conhecido como Marvio Lúcio, o Carioca. O apelido do humorista já é uma piada. Ele deveria ser gonçalense ou fluminense, e não carioca.

Aos 5 anos de idade, montado de mulher pela irmã, Márvio fazia apresentações para tios e avós. Eles gostavam e Marvio passava o chapéu. Foi aí que descobriu que era possível ganhar dinheiro com a nada fácil tarefa de conquistar o público com imitações. A primeira foi de Leonel Brizola, porque Márvio é louco por política. Sonhava ser congressista, quem sabe presidente da república. A primeira viagem a Brasília, em 1994, foi para assessorar um candidato a deputado na convenção que escolheria o presidenciável do PMDB. Mas o destino o levou para a comunicação.

Mas antes de virar o Carioca do Pânico ele foi um destacado produtor da rádio Joven Pan, no Rio. Era 1996. Quando não estava nos semáforos distribuindo adesivos promocionais da emissora, imprimia suas ideias, piadas e roteiros na Epson matricial da rádio e enviava para o seu programa preferido, o “Pânico”, que a Jovem Pan de São Paulo transmitia para o país inteiro. Emilio Surita, o apresentador, lia as contribuições no ar e agradecia. Dois anos depois, foi chamado para trabalhar no programa radiofônico, que iria para a TV em 2003, na RedeTV.

Extremamente carismático, criativo e talentoso, ele interpreta com maestria uma gama personagens variados de vários segmentos, televisão, política, música, entre outros.

Só para citar alguns exemplos: Roberto Jefferson, Ronaldo Ésper, Wagner Moura, Lulu Santos, Moraes Moreira, Biafra, Caetano Veloso, Gil Gomes, Cauby Peixoto, Silvio Luiz, Luciano Huck, Serginho Groisman, Henry Sobel, Ronaldo Nazário, Amaury Jr., Susan Boyle, Dilma Rousseff, Gilberto Kassab, Ney Latorraca, Lula, Costinha, Muricy Ramalho, Felipão, Fábio Arruda, Marcelo Falcão, Dr. Rey, Raul Gil, Jô Soares, Zeca Camargo, Edir Macedo, Boris Casoy, Miguel Falabella, Marcelo Rezende e Ricardo Boechat.

Em seus trabalhos Márvio não se acanha em se vestir de mulher. Chegou a depilar o corpo para fazer uma imitação transexual da cantora Shakira. Ele adora paquerar todas as fãs e convidadas com o seu sotaque carioca, que se impõe aos acentos paulistas dos seus colegas.

Para Marvio sua criação “solta”, no bairro de Boaçu, São Gonçalo, potencializou suas habilidades. A família é de gozadores, e ainda hoje fazem pegadinhas uns com os outros. O pai tinha fitas cassete com piadas do Costinha, que Márvio escutava escondido no som do carro. E ele se diz um “entertainer”, que segundo o dicionário Michaelis é uma pessoa que faz apresentações, profissionalmente, para a diversão dos outros. Quem o conhece bem sabe que ele é um entretenimento full time. Sorrisos, tiradas e imitações saltam a todo momento de seu vasto repertório.

Desde de 2012 ele está na Band, com a ida do programa para a emissora, que assumiu o nome de “Pânico na Band”.

Marvio Lúcio, o Carioca, é na opinião geral um dos melhores humoristas da sua geração.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais