PRÓ-TV


MARIO PRATA


Mario Prata chama-se MarioAlberto de Morais Prata. Ele nasceu em Uberaba, cidade do Triângulo Mineiro, em11 de fevereiro de 1946. Depois sua família mudou-se para Lins, interior deSão Paulo. Mario Prata sempre gostou de leitura. Aos 14 anos, sob umpseudônimo, escrevia para o jornal Gazeta de Lins. O pseudônimo era FrancoAbbiazzi.Depois escreveu para a “Última Hora”, da capital, jornal deSamuel Weiner.Resolveu, porém , cursar Economia, na USP, da capital paulista.Era um rapazinho super-dotado.Mas como precisava trabalhar, entrou embanco e logo chegou a gerente do Banco do Brasil. Ali trabalhou por oito anos.

Em 1969, lançou seu primeirolivro:”O Morto Que Morreu De Rir”.No ano seguinte ,lançou”:Cordão Umbilical”, uma peça teatral.Fez sucesso e decidiusua carreira profissional.Resolveu dedicar-se inteiramente à arte deescrever.Em 1976, lançou-se na Rede Globo de Televisão, com anovela:”Estúpido Cupido”.Enorme sucesso. No ano seguinte,1977, MarioPrata escreveu sua segunda novela:”Sem Lenço, Sem Documento”. Nofinal dos anos 70, Mario Prata saiu da TV Globo.Em 1978, adaptou para umatelevisão alemã, a minissérie:”Chico Rei”. Exibida pela TV ARD,emissora da Alemanha Ocidental. A minissérie teve grandes atores em seu elenco.No ano seguinte, 1979,Mario Prata assinou:”Dinheiro Vivo”, para a TVTupi,que menos de um ano depois teve suas portas fechadas, pois entrou emprocesso de falência.

Em 1981, Mario Prata escreveu para a TVCultura episódios da série:”Telerromance”, com adaptações degrandes obras literárias.Assinou, entre outras:”O Resto ÉSilêncio”; “O Vento do Mar Aberto”; “Música AoLonge”e outras.

Em 1982, Mario Prata voltou à Globo, eadaptou episódios de:”Caso Verdade”.Depois participou da equipe queescreveu a minissérie:”Avenida Paulista”; e “A Máfia NoBrasil”. Em 1985, ao lado de Lauro César Muniz e Daniel Más.escreveu:”Um Sonho a Mais”.

Em 1987, ele foi para a TV Manchete. e aolado de Dagomir Marquesi e Reinaldo Moraes adaptou:”Helena”, deMachado de Assis.

Em 1990, Mario Prata voltou a escreverpara países estrangeiros.Entre 92 e 93, escreveu para Portugal:”Giras eProsas”. Em 95, escreveu para o Chile:”Estúpido Cupido”.No anoseguinte escreveu para o cinema:”O Testamento do Senhor Nepumoceno”adaptaçãodo romance do autor de Cabo Verde: Francisco Manso.

Em 1997, escreveu para a RedeBandeirantes:”O Campeão”. Em 2004, para a TV Record, foi um dosautores de:”Metamorphoses”

Em 2005, voltou à Globo e fez osprimeiros capítulos de:”Bang-Bang”, mas ficou doente e foisubstituído por Carlos Lombardi.

Mario Prata publicou várioslivros:”James Lins, O Playboy Que Não Deu Certo”, em 1994.”Filho ë Bom , Mas Dura Muito”, em 1995. “O Diário de Um Magro,em 1997. E também fez peças de teatro, como :”A Fábrica deChocolate”, em 1979. “Salto Alto”, em 1983.”Eu Faço O queElas Querem Ouvir”, 1999. Para o cinema escreveu:”Banana Split”,1987.”BesameMucho”, 1987. “O Casamento de Romeu e Julieta”, 2003.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais