PRÓ-TV


MARCOS LÁZARO


Marcos Lázaro nasceu na pequena cidade polonesa de Radon. Filho dos judeus Jaime e Clara, com um mês de idade veio com eles para a América. Os pais escolheram para o exílio, a Argentina, onde Marcos Lázaro Margulies cresceu e estudou.

Formou-se em Engenharia e também Física e Matemática. Ele, que nasceu a 12 de abril de 1925, começou a trabalhar aos 14 anos como vendedor de camisas. Em 1953, ainda na Argentina, casou-se com Elisa e tiveram dois filhos, um dos quais veio a falecer. Veio para o Brasil em 1963. Estava sozinho no começo, para experimentar. E foi assim, que acidentalmente, estando na Boate Oásis, enveredou pela carreira, que veio a abraçar para o resto de sua vida: a de intermediário de artistas, a de agenciador artístico.

Conheceu um casal de patinadores acrobáticos e teve a ideia de apresentá-los ao dono da boate. Este, com reservas à princípio, acabou por concordar em apresentar o número circense, que era um tanto perigoso para o local. Foi um sucesso. E o casal ali ficou por seis meses. E, por livre iniciativa deles, pagaram a Marcos o suficiente para o aluguel do apartamento que ele habitava. Marcos não esperava mas gostou. E com a saída do casal, partiu para encontrar nos circos paulistanos, outras atrações. Estava definida sua carreira no Brasil. Mandou buscar a família, instalou-se melhor e não parou mais.

Começou a vender os números e aí não mais só para a boate. Havia conhecido diretores de televisão. Ficou sabendo que Edson Leite, da TV Excelsior, tinha contratado profissionais na Argentina. Fez amizades. E levava artistas para a TV Tupi e também para a TV Paulista. Começaram a lhe pedir cantores, mas ele não os conhecia. Foi também por coincidência que conheceu o pai de Elis Regina. De comum acordo com ele, abrigou Elis em sua casa, apresentou-a a sua esposa, e a “Pimentinha”, como era apelidada Elis Regina,ficou muitos anos morando na residência de Marcos Lázaro. Com o sucesso da garota, Marcos Lázaro também fez sucesso.

Conheceu toda a turma da “Jovem Guarda” e ficou sendo o agente de Roberto Carlos de Erasmo Carlos, da Wanderlea, e por fim, de praticamente todos os cantores da TV Record, que se transformou numa emissora totalmente musical. Sempre se deu bem com os cantores, que o consideravam praticamente um pai, principalmente Elis, conhecida por seu gênio forte, mas que respeitava e estimava muito Marcos Lázaro e sua família. E assim ficou agenciando cantores de 1964, quando chegou ao Brasil, até 1987. De repente mudou para o esporte. “É que as coisas mudaram”, conta ele. “Hoje os cantores, ou melhor, suas gravadoras é que pagam, para que os artistas se apresentem nos programas”.

Saiu para o esporte, e ao lado do irmão e do filho, montou uma empresa que agencia grandes campeonatos internacionais, como “Supercopa Libertadores”, “Copa América”, “Torneio Mercosul”, e vários outros. Assim mesmo, às vezes contrata artistas para espetáculos. Já contratou Chitãozinho e Xororó, bem como Roberta Miranda. E como se explica essa sua capacidade de negociador ? “Não sei. Me vem da alma. É nato em mim”. Em verdade Marcos Lázaro é pessoa séria, correta, e muitíssimo inteligente. Trabalhar com ele é garantia de sucesso. Sua formação matemática, física e de engenheiro, fazem dele um excelente articulador. Sério, calado, é homem de confiança daqueles que a ele se ligam. É homem de credibilidade. Hoje é um cidadão brasileiro, que fala com sotaque, naturalmente, mas que é muito respeitado e estimado por todas as emissoras de televisão. Ele é um nome que todos conhecem e admiram. Ele é um vencedor.

Marcos Lazaro é falecido.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais