PRÓ-TV


ELIO TOZZI


Elio Pietro Donato Tozzi é o nome completo de Elio Tozzi. Filho de italianos, tem dois irmãos famosos que são Décio Tozzi, renomado arquiteto e Cláudio Tozzi, pintor. Hélio, o mais velho, nasceu na capital paulista no dia 07 de agosto de 1930. Seu primeiro emprego foi na Biblioteca do Horto Florestal. Isso lhe propiciou uma viagem aos Estados Unidos, onde foi fazer um curso de Relações Públicas. Estava com 17 para 18 anos. Quando voltou estava para ser inaugurada a televisão no Brasil e o pai, com amizade com Assis Chateaubriand, o jornalista responsável pelo empreendimento, conseguiu um emprego para o filho.

Na televisão, que no momento, se iniciava, Elio Tozzi era de muita utilidade, principalmente como intérprete, pois sabia bem o inglês. Passou em seguida, a fazer um pouco de tudo, mas foi principalmente, na época, câmera-men. O dia da inauguração, segundo ele, foi de total loucura, onde “até as moscas, se as houvessem, estariam super nervosas”. Eram 3 câmeras R.C.A. E Jorge Edo, que para Tozzi é um gênio, começou a decifrá-las, a conhecê-las. Os rapazes, à sua volta, colaboravam. Elio era um deles. De “câmera” passou a diretor de TV. Fazia dupla com os redatores. Fez dupla com Vida Alves, com Túlio de Lemos, com Walter George Durst, que realizavam os principais programas da época.

Depois Tozzi foi para a TV Paulista. Esta estava instalada em um prédio e os estúdios eram extremamente exíguos. Tozzi era considerado um bom profissional. Foi em seguida convidado para a TV Excelsior, que despontava. Ali realizou programas de sucesso. Elio havia se casado, quando ainda na Tupi, com a jovem Lúcia Lambertini, a famosa “Emilia”, do “Sitio do Pica-pau Amarelo”, que era escrito por Tatiana Belinky e dirigido por seu marido, o Dr. Julio Gouveia. Tozzi dirigia os programas. Mas Lúcia veio a falecer em 1976, deixando-lhe dois filhos.

Mesmo fazendo televisão com muito amor, sempre exerceu atividades paralelas. Foi sócio de uma fábrica de tecidos, de uma empresa de transporte de cargas, e uma empresa de mineralogia. Com todas essas atividades acabou deixando a televisão e indo ser relações públicas da “Philips Electronic”, onde chegou a Gerente de Área, e onde trabalhou por 19 anos. Ali conheceu e se casou com uma funcionária, Beatriz, com quem esteve por 15 anos.

Elio Tozzi, sempre interessado e desejoso de crescer, gosta de lembrar que fez vários cursos, como o de bibliotecário, e o específico de televisão, este nos Estados Unidos, para onde se dirigiu novamente, já quando profissional de televisão. Brincalhão, sorridente, simpático, bonitão, Elio faz piada e gaiatice com tudo. Suas respostas são sempre na brincadeira. Perguntado quem é o Elio Tozzi, ele próprio responde: “Um cara legal, que gosta de conversar consigo mesmo. E que vive bem. Nada nababescamente, mas vive bem. Sei que do mundo nada se leva, tudo é emprestado. Por isso nunca fiz nada desonesto. E procurei transferir isso para as pessoas que me cercam“.

Esse é o Elio Tozzi, um dos principais câmeras e diretor de TV da televisão brasileira. Com seus filhos, hoje adultos e formados, e com sua netinha, Elio é “um cara feliz”.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais