PRÓ-TV


EUGÊNIO BUCCI


Eugênio Bucci é um jornalista brasileiro, nascido na cidade de Orlândia, São Paulo, em 24 de novembro de 1958.

Formou-se em Comunicação Social pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, em 1982. Estudou e se formou em Direito, também pela USP, em 1988.

Em 1984, foi presidente do Centro Acadêmico Xl de Agosto, da Faculdade de Direito da USP. A chapa chamava-se: ” The Pravda”- numa alusão irônica, em que unia o jornal americano: The New York Times e o jornal soviético: ” Pravda”.

Eugênio Bucci filiou-se ao Partido dos Trabalhadores ,desde os fins dos anos 80. Criou a revista: ” Teoria e Debate”, que foi editada pela Fundação Perseu Abramo.

Jornalista profissional que é, dirigiu as revistas mensais: “Superinteressante”, ” Playboy”, ” Quatro Rodas”. Ainda faz crítica de televisão para os jornais: ” Folha de São Paulo, ” Estado de São Paulo”, ” Jornal do Brasil”, ” Revista Veja”, ” “Nova Fronteira” e ” Sem Fronteiras”. Também é Secretário Editorial da Editora Abril.

De 2003 a 2007, dirigiu a Radiobrás- Empresa Brasileira de Comunicação. Nesse trabalho foi muito elogiado e recebeu prêmios.

Em 2007, tornou-se Professor Visitante do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. É ainda membro do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta e colabora com o jornal : Estado de São Paulo e com o site: Observatório da Imprensa. Em 2008, tornou-se professor de Jornalismo da ECA, da USP.

Em 2008, aceitou o cargo de Ombsdsman, do Jornal do Campus. Em outubro de 2010, Bucci pediu afastamento da Universidade de São Paulo e passou a professor da Ética no Jornalismo da escola Superior de Propaganda e Marketing , sob direção de Victor Civita do Grupo Abril.

Além de participar de livros de autores diversos, ou seja, obras coletivas, Eugênio Bucci de 1982 a 2009, publicou uma dezena de livros, de assuntos variados. Escreveu: ” Um Balde”; ” O Peixe Morre Pela Boca”; “Brasil Em Tempo de TV”; “2000- A TV Aos 50 Anos”; ” Sobre Ética e Imprensa”; ” Críticas Para o Caderno B do Jornal do Brasil”; ” Videologias”; “Jornalismo Sitiado”; ” Em Brasíliia, 19 Horas: a Guerra entre a Chapa Branca e o Direito á Informação no Primeiro Governo Lula”.e ” A Imprensa e o Dever da Liberdade”.

Ele também é doutor em Ciências da Comunicação, área de Jornalismo, da ECA, da USP. E foi professor da Faculdade Cásper Líbero , nos anos 2001 e 2002.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais