PRÓ-TV


DIANA MOREL


Diana Morel nasceu no Rio de Janeiro, em 1935 e faleceu também no Rio, em 18 de dezembro de 1998.

Ela atuou em teatro, cinema e televisão.

Desde menina, ainda que tendo de enfrentar a opinião dos pais, dizia que queria ser vedete, ao crescer. E ela venceu. Aos 16 anos estreou na revista musical do famoso diretor Carlos Machado. Dizem que até ameaçou se jogar da janela do prédio onde morava, caso não obtivesse a aprovação dos pais.

Tinha o corpo perfeito, o rosto muito bonito e logo se tornou uma das “ Certinhas do Lalau”. Esta era a famosa lista de beldades, do colunista Stanislaw Ponte Preta. Isso aconteceu, quando ela participou do espetáculo: “É Fogo na Jaca”, em 1957.

Depois ela ingressou na Cia Teatral de Maria Della Costa, onde atuou nas peças: “A Carne é o Diabo”,” É Pra Casar”, “ Meus Amores no Rio”.

No cinema, fez: “ Trabalhou Bem, Genival”, em 1955 e “ Moral Em Concordata”, em 1959.

Em televisão começou em 1967, na TV Globo, fazendo a novela: “ Rainha Louca”. No mesmo ano , fez: “ O Homem Proibido”. Em 68: “ A Grande Mentira”, na Globo. Em 69:, na TV Tupi: “ O Retrato de Laura” , “ Enquanto Houver Estrelas e “ Jerôni- mo- Herói do Sertão”; Em 74, na Globo: “ Supermanoela” e “ Sítio do Picapau Amarelo”. Em 1985: “A Gata Comeu “. Em 86: “ Selva de Pedra”. E em 1990: “Gente Fina”, também na Globo.

Foi uma das dubladoras mais procuradas, de sua época. Tinha voz perfeita, tanto que lhe foram dados papeis que no cinema eram interpretados por grandes atrizes. Dublou então: Greta Garbo, Bette Davis, Ingrid Bergman . Fez a Mulher Maravilha e vários outros personagens importantes.

Diana foi vítima de câncer e faleceu aos 63 anos de idade.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais