PRÓ-TV


DEDÉ SANTANA


O nome de Dedé Santana é Manfried Sant´anna. Ele nasceu em Niterói, no Rio de Janeiro, em 29 de abril de 1936. De família cigana, eles amavam circo. Dedé foi criado nos picadeiros. Aos três meses de vida apareceu no circo. Sua mãe era contorcionista e seu tio é o humorista Colé Santana. Seguiu sempre carreira artística. Em 1958, com 22 anos, Dedé se casou com a atriz Ana Rosa, que também veio do circo. Eles se conheceram desde garotos. Em verdade, Ana Rosa se casou com 16 anos. Eles tiveram a filha Maria Leoni. Separaram-se, uniram-se novamente, mas voltaram a se separar e a refazer suas vidas.

Em 1966, na TV Excelsior, Dedé começou a trabalhar com Renato Aragão. Surgiu a dupla: Didi e Dedé. Destacaram-se no humorismo. Foram trabalhar na TV TUPI de São Paulo. Aos poucos, Dedé foi sempre considerado o principal; “escada”, do humorismo brasileiro, isto é, o que preparava as piadas, para Didi brilhar. Depois eles se juntaram a Mussum e Zacarias e formavam:”Os Trapalhões” e foram para a Rede Globo de Televisão. Fizeram muito sucesso, quer na TV, como em filmes. Dedé, já havia aparecido em “Bonequinha de Seda”. Dedé, no ano em que nasceu, e depois de 1964 a 1969 participou de vários filmes, como ator. De 1969 a 1999 participou de nada menos de 36 filmes. Todos de imenso sucesso dos Trapalhões.

Fez, como ator: “Os Trapalhões”; “Se Meu Dolar Falasse”; “Os Desempregados”; “Ali Babá e os Quarenta Ladrões”; “Meu Adorável Mendigo”; “Robin Hood”; “O Trapalhão da Floresta”; “O Trapalhão na Ilha dos Macacos”; “O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão”; “Os Trapalhões dos Planetas”; “O Rei e os Trapalhões”; “O Cinderelo Trapalhão”; “O Incrível Monstro Trapalhão”; “Saltimbancos Trapalhões”; “Os Vagabundos Trapalhões”; “Os Trapalhões na Serra Pelada”; “O Cangaceiro Trapalhão; “Atrapalhando a Suate”; “Os Trapalhões e o Mágico de Oróz”; A Filha dos Trapalhões”; “Os Trapalhões no Reino do Fantasma”; “Os Trapalhões e o Rei do Futebol”; “Os Trapalhões no Rabo do Cometa”; “os Trapalhões no Auto da Compadecida”; “Os Fantasmas Trapalhões”; “O Casamento dos Trapalhões”; “Os Heróis Trapalhões – Uma Aventura na Selva”; “Os Trapalhões na Terra dos Monstros”; “A Princesa Xuxa e os Trapalhões; “O Mistério de Robin Hood; “Uma Escola Atrapalhada”; “Os Trapalhões e a Árvore da Juventude”; “Os Trapalhões em Portugal”; “O Noviço Rebelde”; “A Turma do Pererê”; “Simão, o Fantasma Trapalhão”; “O Trapalhão e a Luz Azul”.

Além de ser ator, Dedé Santana foi roteirista de onze filmes. Mas com o falecimento de Zacarias e depois de Mussum o grupo se desfez. Foi comentado que Dedé e Didi brigaram, mas isso nunca foi dito em público. Didi permaneceu na Rede Globo de Televisão e Dedé Santana esteve na TV Record, no SBT e depois fez parceria com Beto Carrero, com apresentações por todo Brasil.

Em Julho de 2008, voltou a trabalhar com Renato Aragão na Rede Globo, no programa dominical “A Turma Do Didi”.

Fonte: Giovane Prando / pesquisador de Erechim (RS).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais