PRÓ-TV


BRAZ APARECIDO


Seu nome completo é Braz Aparecido de Lima. Ele nasceu em Minas Gerais, na cidade de Paraisópolis, em 19 de maio de 1944. É compositor de música sertaneja e é radialista. Atua ás vezes em televisão.

Sua vida e sua carreira:

Braz Aparecido iniciou sua carreira artística no final dos anos 60. Fez composições e elas começaram a ser gravadas em 1969. Nesse ano gravou, de sua autoria: “ Viola” e Sonho Realizado”, cantados pela dupla: Cancioneiro e Caçulinha. A música “ Viola” foi tocada em programas de rádio, como o de “Morais César”, da Rádio Brasil Central de Goiania e no programa “ Mão na Roda”, de Pedro Geraldo Costa, na Rádio Nacional de São Paulo.

Em 1971, Braz foi radialista de Rádio Paraisópolis, divulgando músicas sertanejas. Ficou nessa emissora por 30 anos.

Em 71 ainda, lançou: “ Tempo Perdido”. Em 72, teve duas músicas suas gravadas, que foram: “ Foi Por Isso Que Eu Mudei” e “ Não É Moleza Não”.

Em 1973, teve mais quatro composições gravadas: “ O Poder de Deus”, “Quero e Não Quero”,” A Chuva” e “ Eu Gosto”. Em 1974, lançou:” ! º Artista Consagrado”. Em 1975, fez sucesso com: “ Sonhador Boêmio”, um LP da Beverly. E ainda: “ Cruel Lembrança”. Em 1976, lançou: “ Não Sei Porque Brigamos”. Em 1978: “ Carinho Não Mata a Fome”, no selo Califórnia”. E ainda gravou: “ A Mulher da Minha Vida”. No mesmo ano gravou: “ Meu Agradecimento”.

Em 1979, recebeu da TV Record, no programa: “ Viola , Minha Viola”, o Diploma de Gratidão, do apresentador Geraldo Meireles, por suas belas composições. Era considerado um grande colaborador da música sertaneja do Brasil.

Em 79 ainda, teve cinco composições suas gravadas, que foram: “ Missão de Roceiro”, “ Carreiro Velho”,” Mendigo de Amor” e “ Despreso”. Essas cinco com a dupla: Zé Campeiro e Vitorioso, na Copacabana. Em 1980, foi : “ “ Autora Divina”

Em 1980 ainda, a dupla Tonico e Tinoco, gravou o LP: “ 38 Anos de Tonico e Tinoco” e nesse trabalho eles incluíram de Braz Aparecido: “Viola e Carro de Boi”.

Em seguida, foram gravadas de Braz: “ Eu te Amo”, “ A Caminho do Sucesso”,” Será Mentira Ou Será Verdade”. Em 81, foram gravadas: “ Centelha Divina”, “ Doutor Sertanejo”, Saudade”, “ Nossa Homenagem”, e “ Feliz Casamento”.

Em 1984: “ Dom de Deus”, no selo Musa Som Discos e “ Onde Andarás”. Em 1986: “ Triste Melodia” e “ Dama da Mansão”, pela Chantecler e “ Boa Viagem”, pelo selo Sabiá/Copacabana.

Seu maior parceiro foi Luiz de Castro.

Ainda teve várias outras composições gravadas. Dificil registrar todas.

Ele foi vencedor em vários festivais de música..

Participou, como jurado, de festivais de canção cabocla, em muitas cidades do Brasil.

Compôs o “ Hino de Paraisópolis”.

Fez participações em muitos programas de televisão por todo o Brasil.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais