PRÓ-TV

BOB CHUST


Nascido no Paraguai, Bob Chust estava morando no Brasil, quando a televisão brasileira foi inaugurada, em 18 de setembro de 1950, em São Paulo. E no Rio de Janeiro, onde foi instalada a 2ª emissora brasileira, a inauguração foi em 2O de janeiro de 1951, dia de São Sebastião, padroeiro do Rio

Assim como fez com São Paulo,para o Rio, Assis Chateaubriand , o empresário dono de jornais e emissoras de rádio, comprou apenas três câmeras, além de torre de transmissão e mais algumas coisas indispensáveis.

No Rio, “ Chatô”, como era chamado, já possuía além de jornal, as Rádios Tupi e Tamoio. E foi no prédio, onde elas funcionavam, que ele mandou instalar a emissora de televisão, á qual também deu o nome de Tupi. Ficou sendo: Tupi- Rio. Ela ficou á avenida Venezuela, 43, no centro da cidade.

Ficou apertado, é claro, além de inadequado, pois a avenida era perto do cais do porto e não havia ar condicionado. Ou as janelas ficavam fechadas, e todos “ quase” morriam de calor, ou elas ficavam abertas e os apitos dos navios entravam nas programações . E elas eram todas as vivo..

Bob Chust gostava de desafios. Era inteligente, corajoso e jovem. Já se apresentou para dirigir programas. E essa função ele merecia, pois quando morara nos Estados Unidos, o jovem paraguaio foi assistente de direção do famoso diretor Orson Welles.

Ele era também conhecido por ser apreciador de um bom uísque.

Bob passou logo a dirigir o “ Teatro Policial”, que fez grande sucesso. Escalava sempre o melhor elenco da casa, toda ele vindo do rádio, com nomes como : Lourdes Mayer, Wilton Franco, Castro Gonzaga, Ribeiro Fortes, Ida Gomes, Jece Valadão, Milton Moraes e uma dezena de outros. Todos ótimos e já prestigiados atores de rádio.

Bob dirigiu ainda: “ Além do Túmulo”, escrito por Amaral Neto, conceituado jornalista e escritor. Dirigiu também:” Teatrinho Kibon” e vários outros programas.

Em 1954, a TV Tupi mudou-se para a Urca. Belo lugar onde havia funcionado o Cassino da Urca.

No mutirão da mudança, todos meteram as mãos, pois as condições da emissora iriam melhorar muito e todos estavam felizes. Companheirismo, felicidade e a certeza de que poderiam fazer coisas bem melhores. Bob Chuts era sempre um dos mais entusiasta, já por seu temperamento e por amar a televisão, onde continuou trabalhando por muito tempo.

Anos depois, e mesmo quando abandonou a profissão, Bob cultivava os amigos, pois mantinha em si o amor pela televisão. E ele mesmo se chamava de: “O paraguaio mais brasileiro do Brasil”.

Bob Chust é falecido.

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais