PRÓ-TV


BLECAUTE


O nome de Blecaute era Otávio Henrique de Oliveira. Ele nasceu na cidade de Espírito Santo do Pinhal, interior de São Paulo,em 5 de dezembro de 1919. E faleceu em 9 de fevereiro de 1983, no Rio de Janeiro. Foi um cantor e compositor de músicas carnavalescas e de sambas importantes do Brasil.

Ele tinha seis anos de idade, quando se mudou com a família para a capital paulista. Trabalhou desde cedo. Foi engraxate e jornaleiro. Família bastante pobre. Mas logo se dedicou à arte. Em 1933, foi cantar no programa de calouros: “A Peneira de Ouro”, da Rádio Tupi. Em 1941, passou a cantar na Rádio Difusora. O , na época famoso, Capitão Furtado, foi que lhe sugeriu adotar o nome de Blecaute, pois ele era negro. ( Blecaute era o aportuquesamento da expressão inglesa: black-out). Em 1942, Blecaute foi para o Rio de Janeiro, contratado pela Rádio Tamoio. Depois foi para a Rádio Mauá e para Rádio Nacional. Em 1944, fez o filme: “ Tristezas Não Pagam dívidas”. Foi quando gravou seu primeiro disco:” Eu Agora Sou Casado”. Em 1949, fez grande sucesso com a música: “ O Pedreiro Waldemar e “ General da Banda”, que foi, aliás, a música em que brilhou. Em 1954, fez os filmes:” Malandros em Quarta Dimensão” e “ O Rei do Movimento”.

Blecaute gravou pelas gravadoras: Continental, RCA Victor, Copacabana, Odeon, Polydor.

Ele gravou mais de 70 músicas, sendo as principais:

“ Maria Tereza”; “ Opa, Opa”; Moreninha, Moreninha”; “ Eu Agora Sou Casado”, “Oito Mulheres”; Ave Maria”; “ Leilão de Ali Babá”; “ Joãozinho Boa- Pinta”;” Ai Cachaça”; “ Mambo no Samba”; “ Borboleta Dourada”; “ Maria Candelária”; “General da Banda”;” Pedido A São João”; “ Santo Antônio Sabe”; “ Batuque dos Meninos”; “ Linguagem do Povo”; “ Está Chegando o General”;” Natal de Jesus”; e inúmeras outras.

Em 1993, foram feitas em CD suas músicas: “ Carnaval- Sua História e Sua Glória”- Volume 9 e Volume 11.

Blecante faleceu aos 63 anos de idade.

 

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais