PRÓ-TV

Ator Caio Junqueira morre em consequência de um acidente



Aos 42 anos de idade e com uma carreira de mais de 30 anos na TV, iniciada em 1985, morreu no último dia 23 de janeiro, o ator Caio Junqueira, em consequência de um derrame pleural bilateral provocado por um acidente de carro que o jovem ator sofreu uma semana antes.

Caio Junqueira era filho do ator Fábio Junqueira, também falecido inesperadamente em 2008, e irmão do também ator Jonas Torres. Ela começou a carreira no seriado cômico “Tamanho Família” na Rede Manchete, com quase 10 anos de idade.

O sucesso nacional veio em 1997 quando fez os filmes “O que é isso Companheiro?” e “For All, o Trampolim da Vitória” e o seriado “Malhação” na TV Globo. Ele também se destacou nas minisséries “Hilda Furacão”; “Chiquinha Gonzaga” e “Aquarela do Brasil”.

Em 2004 foi um dos principais atores do remake “Escrava Isaura” na TV Record e também da minissérie “Um Só Coração” na TV Globo. Em 2007 fez um dos papéis centrais do grande sucesso do cinema nacional, “Tropa de Elite” como Neto e logo depois na Globo fez as novelas “Paraíso Tropical” e “Desejo Proibido”.

Seus últimos trabalhos foram na Record TV, onde esteve na minissérie “A Lei e o Crime” e nas novelas “Ribeirão do Tempo”; “José do Egito” e “Milagres de Jesus”. Seu último trabalho na TV foi a minissérie “O Mecanismo” como Ricky, exibida no ano passado com grande repercussão.

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais