PRÓ-TV

A música sertaneja ganha espaço na tv

Mas o primeiro programa só chegou nos anos 60

O advento da televisão não animou os artistas sertanejos. No radio eles tinham vez, mas no novo veículo, quase nada.

Somente em 1962 esse panorama começou a mudar. O radialista Geraldo Meirelles estreou na TV Cultura, então emissora dos Diários Associados, o programa “Canta Viola”, exclusivamente sertanejo. E contrariando as expectativas, a atração fez sucesso e permaneceu muito tempo em cartaz.

Meirelles tinha uma longa estrada no rádio quando chegou à televisão. Era chamado de “Marechal da Música Sertaneja”, Ele comandou um famoso programa, “Prelúdio Sertanejo” pela Rádio 9 de Julho, na década de 50. A radio disputava os primeiros lugares da audiência na época. Ela foi cassada pelo regime militar em 73 e só voltou ao ar em 99.

No “Canta Viola” se apresentavam As Irmãs Galvão, Cascatinha e Inhana, Raul Torres e Florêncio, Nhá Barbina, Cinco Sertanejos e toda a nata da música raiz. Más o começo do “Canta Viola” foi na base do mutirão. Os próprios artistas ajudavam na produção.

Mais tarde Geraldo Meirelles levou seu programa para a Tupi, Bandeirantes e Record.

Na imagem acima, Geraldo e seu filho Marcelo Meirelles no “Canta Viola”.

M.A.Z. / 4-05-2012

Redação

A Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira surgiu em 21 de agosto de 1995. Sua finalidade é preservar a memória da radiodifusão nacional e congregar toda classe que representa. Objetiva a criação do Museu do Rádio, da Televisão e das Novas Mídias (também chamado de “Museu da TV”).

 
Band
CNT
Cultura
Gazeta
Globo
Record TV
RedeTV
SBT
TV Brasil
 

Siga-nos nas Redes Sociais